MUNDO

Copa: Deputada pede que russas não façam sexo com estrangeiros negros

Author
Copa: Deputada pede que russas não façam sexo com estrangeiros negros

A Rússia já tem uma péssima reputação diplomática por ser um país extremamente homofóbico, com leis que discriminam e até criminalizam pessoas LGBT, e agora uma parlamentar russa mostrou que eles também têm ideias bastante racistas. A líder do Comitê para as Famílias do Parlamento russo pediu, na última quarta-feira, que as mulheres "não façam sexo com estrangeiros que não sejam brancos" durante a Copa do Mundo.

"As crianças mestiças sofrem e sofreram muito desde os tempos soviéticos ", disse Pletnyova aos veículos de imprensa russos. "É uma coisa se eles são da mesma raça, mas se eles são de uma raça diferente é outra coisa. Não sou nacionalista, mas mesmo assim sei que as crianças sofrem. As crianças são abandonadas, e é isso, acabam ficando aqui com a mãe", afirmou a deputada do Partido Comunista KPRF, que apoia o presidente Vladimir Putin.

A Russia é um país predominantemente Russo. De acordo com o G1, o senso do país aponta que mais de 80% da população de lá é branca, e os outros costumam incluir pessoas do oriente médio e minorias como turcos e mongóis. A afirmação gerou controvérsia e colocou a reputação do país em uma situação ainda pior.