CINEMA

Denúncias de assédio não desestimulam pessoas a assistirem filmes, diz pesquisa

Author
Denúncias de assédio não desestimulam pessoas a assistirem filmes, diz pesquisa

Diante das numerosas denúncias contra assediadores em Hollywood no fim do ano passado, muita gente questionou se os artistas acusados sofreriam boicote, mas parece que isso não tem tanta importância para boa parte do público. Segundo uma pesquisa feita pela Morning Consult, a presença de um homem acusado de assédio não impacta na decisão das pessoas de assistirem a um filme ou uma série.

Os pesquisadores fizeram várias perguntas aos participantes para determinar o impacto dessas acusações nas decisões de consumo de entretenimento deles. dos 20 artistas acusados de violência doméstica, abuso, assédio sexual ou estupro, apenas Louis C.K. e Kevin Spacey desencorajaram as pessoas a assistirem. Os outro 18 não causavam quase nenhum impacto para essas pessoas na hora de escolher um filme ou uma série.

Denúncias de assédio não desestimulam pessoas a assistirem filmes, diz pesquisa

A metodologia do "self-reporting" - na qual os entrevistados respondem perguntas, em vez dos dados serem colhidos com base em fatos e números -, no entanto, pode ser questionada. Apesar das pessoas não se declararem influenciadas pelos escândalos, a carreira desses artistas sofreu outros tipos de impacto, como a perda de contratos comerciais e a publicidade negativa. E entre as pessoas que se declararam "consumidores assíduos" de entretenimento, em comparação ao público mediano, as denúncias tiveram um impacto muito maior, e fizeram com que eles deixassem de ver filmes ou séries. Ou seja, o público mais fiel foi o mais impactado.