CURIOSIDADES

Homem quer 'provar' que a Terra é plana se lançando com foguete caseiro

Author
Homem quer 'provar' que a Terra é plana se lançando com foguete caseiro

Imagem: Reprodução/Warner

Sabe aqueles planos que você pensa "vai dar m..."? O americano Mike Hughes teve um deles. Convicto de que existe um conspiração mundial para convencer o mundo de que a Terra é redonda, Mike, que tem 61 anos e é motorista de limusines, planeja subir 550 metros em um foguete caseiro feito de sucata para tirar uma foto do planeta, para provar que a Terra seria plana, diferentemente do que todas as universidades e instituições de pesquisa no mundo todo afirmam. Segundo a agência de notícias Associated Press, o voo está marcado para sábado, dia 25 de novembro.

Homem quer 'provar' que a Terra é plana se lançando com foguete caseiro

Imagem: Reprodução/Facebook

Para Hughes, que é "cientista amador" nas horas vagas, a conspiração envolveria astronautas, empresas aéreas, agências espaciais e os governos de diversos países, mas ele não explica muito bem os motivos da conspiração. "Isso vai fechar a porta dessa história de Terra redonda”, disse ele em um vídeo publicado por um infame grupo de terra-planistas, o The Daily Plane, que ajudou Hughes a arrecadar fundos. Ao todo, seu projeto custou 20.000 dólares (65.000 reais), todo feito com peças de ferro-velho, componentes de aviões de segunda mão e produtos comprados em materiais de construção.

Essa não vai ser a primeira maluquice do motorista. Em 2014 ele construiu outro foguete caseiro e conseguiu percorrer 400 metros, no estado do Arizona. Na época, o foguete foi completamente destruído e Hughes, que foi arrastado, preso aos destroços, precisou andar de muleta por semanas. E a distância alcançada na época é apenas um quarto do que ele pretende percorrer no sábado, tornando Mike um potencial candidato ao prêmio Darwin Awards, que elege as mortes mais idiotas do ano.

“Se você não tem medo da morte, você é um idiota”, disse Hughes em entrevista à Associated Press, na qual afirma não acreditar na ciência. "Eu sei sobre aerodinâmica e a dinâmica de fluidos e como as coisas se movem através do ar, sobre o tamanho de bocais de foguete certo e sobre impulso. Mas isso não é ciência, é apenas uma fórmula. Não há diferença entre ciência e ficção científica", contou ele, confessando que sua paixão mesmo é chamar a atenção. "Eu gosto de fazer coisas extraordinárias que ninguém mais pode fazer, e ninguém na história da humanidade projetou, construiu e se lançou em seu próprio foguete. Sou um reality show ambulante".

Vamos acompanhar.