COMPORTAMENTO

Timothée Chalamet doará tudo o que recebeu em filme de Woody Allen

Author
Timothée Chalamet doará tudo o que recebeu em filme de Woody Allen

Imagem: Timothée Chalamet em 'Me Chame Pelo Seu Nome' 

O ator Timothée Chalamet, que teve sua revelação no filme "Me chame Pelo Seu Nome" e está sendo cotado para o Oscar, anunciou que doará todo o dinheiro que receber pelo filme "A Rainy Day in New York" para instituições de caridade. O longa, que ainda não estreou, é dirigido por Woody Allen, que além de ter sido acusado se molestar a filha de 7 anos, Dylan Farrow, casou-se com uma outra filha adotiva (a menina foi adotada aos nove anos e o "caso" entre os dois descoberto pela esposa de Allen quando a jovem tinha apenas 19). Timothée anunciou que fará doações para o movimento #TimesUp, que apoia vítimas de assédio sexual, para o Centro LGBT de Nova York, e para o RAINN (Rede Nacional de Assistência a Vítimas de Estupro, Abuso e Incesto).

Em uma publicação no Instagram, o ator justifica por que quis trabalhar com Woody Allen. "Muitas coisas mudaram na forma como vejo e sinto as coisas. (...) Até agora, escolhi projetos do ponto de vista de um jovem ator tentando seguir os passos dos veteranos que admiro. Mas estou percebendo que um bom papel não é o único critério para aceitar um trabalho", diz o comunicado de Timothée.

O ator que explica também que não pode comentar o caso específico do diretor. "Em recentes entrevistas fui questionado sobre minha decisão de trabalhar num filme de Woody Allen. Não posso responder isso por questões de contrato. Mas o que posso dizer é isso: não quero lucrar com meu trabalho neste filme". Além de Timothée, Rebecca Hall e David Krumholtz, que atuaram em "A Rainy Day in New York" e "Roda Gigante", respectivamente. também doarão seus lucros com os projetos. 

Depois do depoimento de Timothée, Selena Gomez, que estrela o filme ao lado do ator, também começou a ser pressionada nas redes sociais. Mandy Teefey, mãe de Selena, comentou o assunto no Instagram, em resposta a um fã que pedia para que ela obrigasse a filha a escrever um pedido de desculpas. "Sinto muito, mas ninguém pode obrigar Selena a fazer algo que ela não queira. Tive uma longa conversa com ela sobre não trabalhar com ele e não funcionou. Sua equipe é cheia de pessoas incríveis. Não é culpa de ninguém. Ninguém pode controlá-la. Ela toma todas suas próprias decisões. Não importa o quanto tente aconselhar. Entra por um ouvido e sai pelo outro".

O depoimento da mãe de Selena acabou ganhando uma péssima repercussão e depois disso a atriz decidiu que também não lucraria com a produção. Segundo a revista People, Selena fez uma doação bastante generosa para o #TimesUp, cujo valor excederia em muito o que receberá com o filme.