Uma nação dividida, quase uma ditadura

Uma nação dividida, quase uma ditadura

21petralha22apedeuta23impressionante rasgo de autoritarismo24agressão25

32é perniciosa a tentativa de transformar a Lava Jato na grande panaceia nacional; além de não tirar o país da crise

As duas recentes manifestações, que se somam a várias outras nas últimas semanas, poderiam ser consideradas meras opiniões isoladas nesta imensa crise social e política que o golpe que afastou Dilma Rousseff da presidência da República provocou, não fosse o fato de que elas se dão em meio a uma escalada rápida e violenta da supressão do Estado de direito no país - a impressão que se tem é que o aparato jurídico-policial-midiático corresponsável, com políticos corruptos e oligarcas, pelo ataque à democracia, está perdendo o controle de suas ações e atingiu um ponto no qual não há mais retorno.

A comparação com o malfadado AI-5 de 1968, que marcou o endurecimento da ditadura militar, é bem plausível.

O golpe, é quase unanimidade entre os analistas, teve por finalidade permitir a volta do ideário neoliberal ao centro das decisões do Executivo central, a destruição do PT e das esquerdas em geral do cenário político-partidário, tornando inviável a candidatura de sua principal liderança, o ex-presidente Lula, em 2018, e a entrega despudorada das principais riquezas do país ao capital internacional.

O que não estava no radar dos golpistas, talvez, tenha sido a dificuldade para levar adiante a extinção do campo progressista.

O núcleo jurídico do golpe bem que tem feito a sua parte.

A atuação do juiz paranaense e seu grupo de procuradores, promotores e agentes de polícia, tem sido digna dos melhores - piores - momentos históricos do nazi-fascismo.

O ex-presidente, alvo prioritário da operação, porém, tem se mostrado duro na queda.

89lawfare90

Essa resistência quase desesperada de Lula contra os sucessivos golpes do aparato jurídico-policial teve o efeito de melhorar sua posição na preferência do eleitorado para a disputa de 2018 e insuflar ânimo na luta contra o golpe não só nos militantes do seu partido, mas em milhares de cidadãos que não se conformam com a perda da democracia.

Emparedados, os criadores do caos se mostram quase sem alternativas: recuar agora seria mostrar uma fraqueza que poderia estimular ainda mais seus adversários; aumentar a pressão, como estão fazendo, embute o risco de jogar o país numa ditadura escancarada, com todas as consequências nefastas de tal ação.

111Brasil Novo112(Carlos Motta) 

Be the first to like it!

People also liked

Related stories
1.It's the little things
2.Beauty Insider reporting from behind the World MasterCard Week runway
3.Cuddle cafe
4.Trust
5.Following Frida's threads
6.SBNation's Snapchat Account (@sbnationsnaps)
7.Body painting meets marbling
8.NASA uses HoloLens for repairs in space
9.Dubrovnik - Perfect decompression from Dance Valley, summer 2011
10.Planting a Million Trees
500x500
500x500