Filmes japoneses - Quais são os melhores?  

Filmes japoneses - Quais são os melhores?  

filmes
Coleção filmes
Filmes japoneses - Quais são os melhores?  

No post de hoje irei apresentar alguns filmes japoneses que fazem sucesso por todo o mundo, e que com certeza você deve maratonar o quanto antes. Vamos nessa?

Saiba quais são os melhores agora mesmo:

Kimi No Na Wa:

Filmes japoneses - Quais são os melhores?  
 filmes japoneses 

Esse é um dos filmes japoneses animados mais famosos do Japão, que a maioria dos amantes de animes já deve conhecer, e com certeza já ama.

Ele é um dos maiores destaques da cinematografia do país, sendo considerado o 4° filme de maior bilheteria. Onde perdeu apenas para Titanic, Frozen e a Viagem de Chihiro.

Em vendas, ele atingiu um valor de 355 milhões de dólares. Para melhorar, ele é o 4° filme de maior bilheteria mundial, de linguagem não inglesa. Aposto que você não sabia disso, não é mesmo?

Kimi No Na Wa, ou ainda, Your Name, na tradução, “Qual o seu nome?”, foi lançado em outubro de 2017. E é ganhador de vários prêmios, entre eles, o prêmio de popularidade da academia do Japão.

Esse filme fará com que você não resista e acabe derramando algumas lágrimas.

Se emocione em uma mistura surpreendente de drama, romance e fantasia.

Enredo:

No enredo temos Mitsuha, a filha do prefeito de uma cidade do interior. Que sonha em um futuro muito mais promissor, esse, que acredita não ter chances de conquistar onde mora. Seu sonho é ao menos viver em Tóquio, e conquistar sucesso profissional e estabilidade financeira por si só.

Taki, por sua vez, é um garoto que vive na cidade de Tóquio, que trabalha em um restaurante, a qual quer abandonar para finalmente seguir a carreira de arquiteto, profissão que desde sempre ele tanto sonhou.

Misteriosamente após o primeiro cometa em mil anos cair no Japão, eles (Taki e Mitsuha) acabam trocando de corpo. Algo que não acontece por definitivo, mas várias vezes ao longo da história.

O que é naturalmente irônico é que eles acabam indo parar basicamente onde sempre quiseram estar. Mas agora, em corpos diferentes e com histórias diferentes.

Ambos passam por ondas de confusão até darem conta do que realmente está acontecendo. E eles precisam se comunicar de alguma maneira para enfim resolverem o problema.

Portanto, como eles irão se comunicar se nunca estiveram juntos realmente?

Em idas e vindas de descobertas, eles passam a se comunicar por cartas, e mensagens deixadas na realidade um do outro. Tentando assim, evitar que mais pessoas se envolvam.

Com isso, essas duas pessoas que não se conhecem acabam criando um laço inexplicavelmente forte.

Esse é um dos filmes japoneses dramáticos que mais podem tocar seu coração. Afinal, você sofrerá o sofrimento deles e se alegrará com o que eles se alegram.

Um dos melhores dramas para maratonar!

Porque assistir Kimi No Na Wa?

Bem, existem muitos motivos além da sinopse pelas quais assistir Kimi No Na Wa. Em particular, você deve levar em conta a produção. Os desenhos são perfeitos, trazendo um toque completo de requinte ao filme.

Você vai ainda, se apaixonar pelos personagens, que são todos muito cativantes. Vai aprender mais sobre a cultura, e conhecer um pouco sobre o que é o Japão contemporâneo.

Para te convencer ainda mais que esse é um dos melhores filmes japoneses, leia duas citações de Kimi No Na Wa:

“Quando as estrelas caíram naquele lia. Tudo era como a cena de um sonho. Nada mais e nada menos do que uma linda vista”.

“Eu te prometo que não importa onde estaremos no mundo…. Te prometo, que voltaremos a nos encontrar”.

E ái? Quer assistir? Super te indico! É possível assisti-lo na Netflix.

Koe no Katachi:

Filmes japoneses - Quais são os melhores?  
 filmes japoneses 

Bem, seu lenço está preparado? Porque lágrimas são mais que certas ao assista Koe no Katachi, ou ainda, A Silent Voice, na tradução, “Uma voz silenciosa”.

É um filme de animação considerado pela maioria dos telespectadores como um dos filmes japoneses mais tristes já lançados.

No enredo protagônico temos Ishida, um garoto problemático, que após não compreender e aceitar a deficiência auditiva de sua nova colega de classe, Shouko Nishimiya, passa a fazer bullying e maltratá-la de todas as maneiras possíveis.

Seus feitos são sem limites, e vão desde riscar sua mesa com escritas ofensivas até retirar seus aparelhos auditivos.

Depois de alguns meses, quando a mãe de Shouko Nishimiya percebe que 8 aparelhos auditivos estão faltando ela começa a investigar. E o professor acusa Ishida.

Quando Shouko é transferida para outra escola, Ishida passa a ser visto com um delinquente por seus colegas de sala. Sendo repugnado, e odiado por seus antigos amigos, ele passa por discriminações e sobre bullying da mesma maneira que fez com ela.

Experimentando amargamente os mesmos sentimentos da jovem. Mas principalmente vendo toda a dor e sofrimento que causou a alguém.

Nessa trama, depois de anos ele está em busca de consertar seu passado, e finalmente, conquistar o perdão da jovem.

Nessa trama é possível ver as marcas de sofrimento que o bullying é capaz de causar, sensações de depressão, inutilidade. Tudo isso é sentido pelos protagonistas.

Em uma sensação de dor e desespero encontramos Ishida e Shouko.

Mas esse filme é muito mais do que uma história de bullying, é uma história que mexe com os corações. É um filme que nos faz pensar na consequência de nossos atos.

É com certeza um dos filmes japoneses que você mais poderá aprender.

Shouko Nishimiya:

Na trama Shouko Nishimiya se destaca como uma garota de personalidade bondosa, mas que é marcada por muito sofrimento.

A protagonista é uma garota inocente, que tem um problema auditivo, e mesmo depois de muito sofrimento tenta se manter livre do rancor e da raiva. Será que ela conseguirá?

Bem, aí você terá que assistir, mas não faz mal, afinal, esse é um dos melhores filmes japoneses de todos os tempos.

Shōya Ishida:

Filmes japoneses - Quais são os melhores?  

É incrível podermos ver perspectivas tão diferentes, pois começamos a obra com a visão de um agressor e passamos a ver a perspectiva de uma vítima de bullying, um personagem arrependido, alguém que se martiriza por seus feitos no passado.

Com essa transformação de tempo e situação é possível aprendermos muito e nos pegarmos fitados no enredo. “O que virá a seguir?”.

Afinal, Shōya Ishida praticava a todo o tempo atos como os que passa a sofrer, e não sabia a gravidade deles até sentí-los na pele.

O ditado “Todos podem controlar a dor menos a pessoa que a sente” se encaixa muito bem nesta história, que é com certeza um dos melhores filmes japoneses já criados.

Shōya Ishida, de um garoto popular passa a se tornar um excluído, sem um único amigo, ou alguém para contar.

A questão é: será que ele conseguirá se redimir por seus pecados? Ou ficará eternamente se corroendo?

Suícidio:

Um dos melhores filmes japoneses já filmes japoneses já filmes japoneses já que também retrata o sentimento devastador que faz alguém a querer cometer suicídio. Aquela sensação de depressão e “morte” que tantas vezes é debatida em nosso cotidiano.

E isso é retrato de maneira tão intensa em Koe no Katachi que lágrimas não poderão ser seguradas. Nem pelos personagens, nem por nós, telespectadores.

Cinematografia:

Os desenhos são belíssimos e a imagem triunfante, que traz uma característica bem particular, mas que confesso, combinou muito com o filme.

Em Koe no Katachi você irá se deparar com uma paleta de cores mais cinzentas, o que por certo traz um melhor efeito a história.

Essa tonalidade faz o filme se aproximar mais dos efeitos de terror e drama. Afinal, uma história de tanta dor merece tanta cor?

Uma coisa é garantia na certa, assim como eu, você irá se apaixonar por esses dois filmes japoneses. Agora resta saber qual o melhor. Kimi No Na Wa ou Koe no Katachi?

Já assistiu algum deles? O que mais gostou? Quais são seus filmes japoneses preferidos? Deixe sua opinião nos comentários:

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.Aluna é queimada viva por denunciar assédio em Bangladesh
2.Gato morre ao ser abandonado por Uber que devia leva-lo ao veterinário
3.Presidente do Senado gastou R$ 1 milhão em gráficas, mas não fala o que imprimiu
4.Prefeito de Nova York diz que Bolsonaro é um “ser humano perigoso”
5.Após fazer piada sobre derrame, comediante morre durante show
6.VÍDEO: Em Minas, carro é esmagado entre duas carretas, homem sobrevive e sai consciente
7.Bolsonaro está mesmo cumprindo suas promessas de campanha? Veja nossa análise!
8.AVISO: Redator atleticano não veio trabalhar e não teremos artigo
9.A responsável pelo algoritmo que encontrou o buraco negro tem só 29 anos
10.Filmes de Super-herói que superaram 1 bilhão de bilheteria
500x500
500x500