REDES SOCIAIS

Você consegue conviver com a divergência?

Author

Por mais informações que temos hoje, preferimos ler, curtir, compartilhar apenas em notícias e postagens que concordamos. Achamos um absurdo tudo aquilo que somos contra e lutamos para manter as nossa crenças, mesmo que elas sejam erradas.

Vivemos em bolhas e cada vez mais elas estão ficando menores.

Faz um tempo que decidi sair da minha aconchegante e quentinha bolha. Mantenho os amigos que tem ideologias diferentes da minha por perto. Gosto de ler o que escrevem. Gosto de analisar pelo ponto de vista deles um determinado assunto. E por mais que eu seja contra o que esses amigos pregam, consigo ver às vezes alguns pontos fracos no que eu considero como verdade através deles.

Você consegue conviver com a divergência?

Ou seja, a divergência de pensamentos e de ideologia me fizeram sair da minha zona de conforto que era minha bolha. O resultado desse exercício é que aprendi a conviver com a divergência e questionar a minha verdade.

Nunca votei no Lula, mas votaria no Haddad. Achei o Dória um enganador em seu primeiro mês na prefeitura, mas hoje já o considero um bom prefeito. Até com o Bolsonaro eu aprendi algo: nunca devemos ser como ele.

Se eu não aprendesse a conviver com as divergências, eu carregaria comigo apenas meias verdades. É com as divergências que crescemos e evoluímos. Brigar com um amigo extrema-direita ou esquerda é uma forma de nos alienar. E o que menos o mundo precisa são de alienados.

Então convido a todos a sairem de suas bolhas. Acompanhem pessoas que pensam diferente de você. Em pouco tempo você verá como o seu mundo expandiu.