OUTROS

Ler livros pode reduzir sua vontade de comer doces

Author

O famoso "segundo pesquisa" que a gente gosta de ler

Ler livros pode reduzir sua vontade de comer doces

O que é bem-estar para você? E mindfulness? O que contaria como um momento de meditação, será que só sentar e ficar ohmmmmmmm até atingir uma espécie de nirvana? O que você diria se lesse que ler é uma forma de meditar?

Muitas linhas da meditação defendem que meditar pode ser simplesmente estar presente 100% no momento seja lá o que você estiver fazendo. Em teoria, até dá para meditar assistindo televisão, mas quão difícil é se concentrar na TV sem deixar sua mente ir para outros cantos, né? Isso porque você pode assistir TV, parar pra checar o FB rapidinho e voltar a assistir sem perder (quase) nada.

Com a leitura é diferente. Sua atenção fica 100% no momento até porque se você se distrair e os olhos correrem a página sem ler, você vai ter de voltar praquele ponto onde se perdeu. Quem já fez meditação guiada pode estar reconhecendo algumas técnicas aqui.

E meditação, estar presente no momento e ter "controle" dos seus pensamentos comprovadamente ajuda a controlar compulsões.

Leitura é empatia

Além disso, estudos mostraram que a prática do sentimento de empatia, de saber olhar para o outro e entender as dores de outro ser humano, ajuda a pessoa a, claro, se tornar menos egoísta, mas com isso ajuda a pessoa a reorganizar os caminhos do cérebro.

Uma pessoa que empática consegue lidar melhor com os mecanismos de recompensa instantânea clássicos de um desejo por doce e consegue tomar decisões que postergam o prazer imediato e momentâneo por outro mais duradouro.

E adivinha o que ajuda a exercitar o "músculo" da empatia? Leitura de ficção, de acordo com a ciência. Ler sobre outras vidas leva a compreender sobre outras vidas. Sentir emoções por conta de um personagem imaginário ajuda a processar essas emoções.

No fim das contas, ler não só ajuda a controlar impulsos e desejo por doces, como te ajuda a ser uma pessoa melhor e mais feliz.