gravis urbem

Author

continuo sem saber o caminho que vai

mas meto meu bedelho se puder

porque isso me da um motivo

quando acendo a noite

e penso coisas que não pensaria antes

porque cresci perto de quem acreditava

em algo que eu nunca vi

e continuo sem saber

continuo sem ter noção

escolhi de certa forma

levar a vida desse jeito

porque quando acendo

meu coração bate de forma

que sinto coisas que não sentiria antes

e fecho os olhos e o escuro

se forma em diversas maneiras

e fecho os olhos e o escuro

se mantém com a sombra clara

que vi antes de apagar a luz

e vocês que diziam que poderiam me ajudar

todos vocês com os assuntos demais

opiniões de ouro

e eu continuo sem saber o porque

vocês continuam acreditando tanto em si mesmo

continuo sem saber

continuo sem ter noção

e acredito que nasci na época que deveria nascer

fui feito pra olhar na cara de todos nós

assim como todos vocês

olham na minha

desenfreamos na velocidade

que todos nossos carros juntos alcançam

o silêncio dessa cidade é um ruído

o silêncio dessa cidade já não existe mais

mesmo que eu vá para longe

a gravidade urbana

me arrasta cada mais para o centro

e continuo sem saber

continuo sem ter noção