COMUNICAÇÃO

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Author

Recomendações de leitura para o Natal e para compreender melhor o Brasil antes das eleições de 2018

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

(Fotos: Divulgação)

Política e mídia são assuntos que precisam ser entendidos para que os cidadãos estejam bem informados antes de exercerem seu direito ao voto. Mais do que a história dos partidos, a comunicação tem um papel estreito com as decisões que mudam o Brasil.

Elenco aqui 10 livros que fizeram a diferença entre as leituras que tive em 2017. As obras mais marcantes também servem como uma recomendação para você comprar o seu presente de Natal antes das festividades de fim de ano. Leia e informe-se.

1. A Elite do Atraso: da escravidão à Lava Jato

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Intelectual ousado e honesto, o sociólogo Jessé de Souza publicou anteriormente a "Radiografia do Golpe" e é um dos grandes nomes que defendem, sobretudo no meio acadêmico, que o impeachment de Dilma Rousseff foi irregular. O livro "Elite do Atraso", lançado em 2017, é o ápice de suas recentes obras, traçando conclusões mais claras no processo de oposição das classes ricas e médias ao PT. Por trás de crimes reais de corrupção, existe um pacto elitista que está comprometido com a velha lógica da "Casa Grande e Senzala", fazendo referência ao trabalho do antropólogo Gilberto Freyre. Mesmo que você não concorde com as teses de Souza, é importante acompanhar o seu trabalho analítico sobre a maior investigação anticorrupção dos últimos anos. Para o autor, o papel da Operação Lava Jato é proteger as elites na crise política, protegendo uma sociedade desigual forjada na escravidão, o que explica fenômenos como Jair Messias Bolsonaro e políticos preconceituosos.

2. Cinco Mil Dias: o Brasil na era do lulismo

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Luiz Inácio Lula da Silva é o fator de polarização nas eleições de 2018, para o bem ou para o mal. É importante ler obras que contem de maneira crítica o que foram seus governos entre 2003 e 2010. Juliano Medeiros é o novo presidente do PSOL e Gilberto Maringoni foi candidato ao governo do estado pela mesma legenda. A fundação Lauro Campos é vinculada com o partido e o livro reúne artigos de 52 autores neste livro de 2017. Lula é avaliado por um viés esquerdista, assim como sua sucessora Dilma Rousseff. As lutas de movimentos sociais que ainda precisam conquistar pautas de direitos humanos são avaliadas nos anos dos dois governantes. Escrevem na obra os autores André Singer, Armando Boito Jr., Aldo Fornazieri, Chico Alencar, Cid Benjamin, Edmilson Brito Rodrigues, Eduardo Fagnani, Eloísa Machado de Almeida, Erminia Maricato, Guilherme Boulos, Ivan Valente, Jean Wyllys, José Luiz Del Roio, Leda Maria Paulani, Ligia Bahia, Lúcio Gregori, Luis Felipe Miguel, Luiz Eduardo Soares, Nilcéa Freire, Pedro Paulo Zahluth Bastos, Reginaldo Nasser e Vladimir Safatle, entre outros. A expressão "lulismo" foi cunhada por Singer para expressar o pacto dos governos do PT com as elites econômicas, sociais e políticas.

3. A economia da desigualdade

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Thomas Piketty é mais conhecido pelo livro "O Capital no Século XXI", um grande tratado sobre desigualdade social e um estudo aprofundado sobre a lógica da economia neste tempo. O economista francês, no entanto, tem uma obra de 1997 mais curta e essencial para entender todo o seu pensamento. "A economia da desigualdade" foi traduzido pela Intrínseca em 2015 e mostra, em pouco mais de 100 páginas, as raízes da diferença de renda entre ricos e pobres, calculando a questão dos impostos na sociedade e a herança das riquezas que definem a elite. A obra parece ser um estudo mais resumido para a análise de dados de cerca de 200 anos que Piketty faz em "O Capital". E é desta forma que o francês faz estudos sobre as economias globais, ora defendendo uma atuação correta do Estado, ora afirmando que a livre-iniciativa também pode florescer num país devidamente regulado.

4. Requiem para o Sonho Americano: os 10 princípios de concentração do poder

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Chomsky é considerado um dos maiores intelectuais norte-americanos e pensadores do anarquismo, fora seus trabalhos como linguista. "Requiem" é baseado em um documentário que está disponível na Netflix e aborda, de maneira simples e didática, o que é a desigualdade econômica, como atua o mercado financeiro e como o conhecido "sonho americano" se tornou insustentável numa economia global que ainda pune países subdesenvolvidos. O texto do filme e do livro são de tirar o fôlego e servem como boa introdução ao tema.

5. Roberto Civita, o dono da banca: a vida e as ideias do editor da Veja e da Abril

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Embora seja um livro de 2016, a inédita biografia do empresário Roberto Civita lançada pelo jornalista Carlos Maranhão tem a proeza de unir um texto saboroso com curiosidades e dados relevantes do falecido dono da maior editora de revistas da América Latina. O texto serve para entender sua empresa e as crises dela neste ano, com demissões e fechamentos de títulos. Embora Maranhão tenha iniciado a obra a mando do chefe, ele tomou a liberdade com permissão dos herdeiros da Abril para adentrar nas histórias das amantes de Civita e da guinada à direita da revista Veja. O autor não poupa detalhes no registro, abordando a presença de jornalistas de esquerda nas redações da editora em plena censura da ditadura militar, o conflito do patrão com Mino Carta e a proximidade perigosa de Roberto Civita com Fernando Henrique Cardoso, fora sua distância clara de Lula e do PT. Educado nos Estados Unidos, Civita quase quebrou a Editora Abril quando criou a TVA e a DirecTV para competir com o Grupo Globo, além de não ter investido corretamente em comunicação na internet ao perder a sociedade no portal UOL. Nos últimos anos, o empresário colocou em andamento um plano de realmente fazer política com a revista de maior circulação do país, embora falasse sempre em público que a Veja possui independência jornalística.

6. Silvio Santos, a biografia

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

No auge da crise entre o dramaturgo Zé Celso e o empresário Silvio Santos envolvendo o terreno do Teatro Oficina no centro de São Paulo, a editora Universo dos Livros lançou uma biografia sobre o Homem do Baú. Com texto claramente positivo ao executivo dono do SBT, as escritoras Marcia Batista e Anna Medeiros acertam com detalhes do empreendedor que era camelô e se tornou dono de um império de televisão. As autoras não poupam informações sobre a proximidade de Silvio Santos com os governos da ditadura militar, sua competição com a Globo e dão bastidores, com fotos e documentos, de como ele tentou disputar a presidência da República e como ainda hoje coordena de perto uma grande empresa aos 87 anos. Vendeu cinco mil exemplares em sua estreia e chegou na nona posição dos mais vendidos da revista Veja. O material foi lido pelo empresário depois de sua publicação, que gostou muito de como a história foi retratada.

7. A Vida de Mat

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Mino Carta é um dos maiores jornalistas brasileiros em atividade e é diretor da revista Carta Capital. Em mais uma ficção recheada de informações inspiradas na sua vida pessoal, a história de Mat estabelece laços com a Itália, seu país natal. É um livro de texto mais leve e sem ataques a antigos desafetos, como Roberto Civita e a Editora Abril. A obra é de 2016 e afeta o que entendemos sobre o país neste ano. Vale a leitura para entender a visão do homem que dirige a maior publicação impressa de esquerda no Brasil e que imagina uma nação muito melhor do que a que temos hoje.

8. Só mais um esforço

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Obra do filósofo Vladimir Safatle neste ano, que teve greve geral, o pensador conclui que a política dinamitou o período que chamamos de Nova República no Brasil, após duas décadas de ditadura militar. Ele também aponta a necessidade de refundar a esquerda após a queda do lulismo do poder e a ascensão de Michel Temer.

9. Territórios Em Conflito

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

A urbanista Raquel Rolnik lança um livro neste ano sobre os conflitos que existem na metrópole de 20 milhões de habitantes no Brasil. Ela discute o planejamento da cidade e a disputa entre a habitação e o que ela define como "financeirização" da cidade. O debate é bom para o embate entre a finada gestão de Fernando Haddad e a nova prefeitura de João Doria Jr., um dos nomes que quer entrar na disputa eleitoral presidencial de 2018.

10. A outra história da Lava-Jato

10 melhores livros sobre política e mídia em 2017

Em seus trabalhos na revista Istoé e no site Brasil 247, o jornalista Paulo Moreira Leite se especializou em contestar dados comumente aceitos sobre a Operação Lava Jato. O livro foi originalmente publicado em 2015 pela Geração Editorial e ganhou um capítulo extra sobre o impeachment de Dilma Rousseff. Ele ganhou o segundo lugar na categoria Reportagem e Documentário do Prêmio Jabuti de 2016. A obra merece ser lida justamente pelas falhas da operação estarem bastante aparentes durante o governo Temer - e como ela, seletivamente, atingiu apenas o PT e partidos do antigo governo.