PSDB

Senado salva Aécio Neves e enterra mais a Lava Jato

Author

Ao que tudo indica, se você for tucano no governo Temer, será sempre salvo. A Lava Jato que vale é a Lava Jato que atinge apenas o PT.

Senado salva Aécio Neves e enterra mais a Lava Jato

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas)

A Operação Lava Jato é vendida como um avanço das instituições brasileiras contra a corrupção. A prática, no entanto, é diferente da teoria, sobretudo sob o governo Temer. Parece que se você for PSDB ou PMDB, a punição simplesmente não chega.

O Senado Federal salvou o mandato de Aécio Neves numa votação de 44 a 26. Os senadores decidiram revogar as medidas cautelares impostas pelo STF, incluindo recolhimento noturno e afastamento do cargo. A medida do Judiciário gerou uma crise com o Poder Legislativo, que tem a prerrogativa de afastar parlamentares.

O tucano estava afastado das atividades parlamentares e proibido de deixar sua residência à noite desde o fim de setembro. Gravado por Joesley Batista, da J&F/JBS, pedindo R$ 2 milhões em propina, o senador foi denunciado sob acusação de obstrução de Justiça e corrupção passiva. Eram necessários 41 votos para a manutenção das medidas do Supremo Tribunal Federal. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, abriu a sessão pouco depois das 17hrs e afirmou que a votação seria repetida caso não atingisse o número mínimo de votos.

Antes da votação, aliados de Aécio tentaram articular votação secreta para proteger os aliados do governo Michel Temer. A medida foi derrubada, pasmem, pelo ministro Alexandre de Moraes, um dos juízes aliados dos governistas. Ele alegou que o caso do impeachment de Dilma e da cassação de Delcídio do Amaral tiveram votações abertas.

A vitória de Aécio é uma vitória do governo Temer e enfraquece ainda mais a delação premiada de Joesley Batista. A ideia dos governistas é salvar a pele dos implicados na Lava Jato, uma postura que destoa da severidade que tiveram com o PT e com o governo Dilma.

Os 41 aliados de Aécio

Segundo o G1, portal da Rede Globo, os líderes de PMDB, PSDB, PP, PR, PRB, PROS e PTC orientaram os senadores das respectivas bancadas a votar "não", ou seja, contra o afastamento e a favor de Aécio. PT, PSB, Pode, PDT, PSC e Rede orientaram voto a favor da decisão da Turma do Supremo. DEM e PSD liberaram os senadores a votar como quisessem.

Votaram à favor os senadores Airton Sandoval, Antonio Anastasia, Ataídes Oliveira, Benedito de Lira, Cássio Cunha Lima, Cidinho Santos, Ciro Nogueira, Dalírio Beber, Dário Berger, Davi Alcolumbre, Edison Lobão, Eduardo Amorim, Eduardo Braga, Eduardo Lopes, Elmano Férrer, Fernando Coelho, Fernando Collor, Flexa Ribeiro, Garibaldi Alves Filho, Hélio José, Ivo Cassol, Jader Barbalho, João Alberto Souza, José Agripino Maia, José Maranhão, José Serra, Maria do Carmo Alves, Marta Suplicy, Omar Aziz, Paulo Bauer, Pedro Chaves, Raimundo Lira, Renan Calheiros, Roberto Rocha, Romero Jucá, Simone Tebet, Tasso Jereissati, Telmário Mota, Valdir Raupp, Vicentinho Alves, Waldemir Moka, Wellington Fagundes, Wilder Morais e Zezé Perrella.

Chamam a atenção alguns dos votos. Marta, que abandonou o PT pelo PMDB por causa da corrupção, aparentemente quis salvar "seu corrupto" desta vez. Ronaldo Caiado, que se acidentou numa queda ao montar em uma mula na sua fazenda em Goiás, votou contra Aécio por incrível que pareça - o DEM é um aliado histórico do PMDB. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, mandou mensagem para Temer de que não está "à venda".

A entrevista para a GloboNews

Na mesma noite, o repórter Gerson Camarotti fez uma entrevista amigável com o juiz Sérgio Moro, um dos grande nomes da Lava Jato.  Na ocasião, o magistrado comparou as prisões preventivas de corruptos com as de "serial killers".

Moro, no entanto, desconversou sobre sua suposta aproximação de Aécio Neves. No final de 2016, durante a festa de melhores do ano da revista Istoé da Editora Três, o juiz foi fotografado rindo e conversando com o senador, próximo de Michel Temer.

Senado salva Aécio Neves e enterra mais a Lava Jato
Senado salva Aécio Neves e enterra mais a Lava Jato

(Fotos: Fanpage do Facebook/Istoé/Divulgação)

Sabendo do que sabemos, dá para ter fé que a Lava Jato "vai sanear" o país? Considerando o caso escandaloso do senador Aécio Neves, acredito que não.