Bebê separado da família é interrogado em audiência de imigração nos EUA

Polícia da fronteira americana patrulha cerca da fronteira entre Estados Unidos e México, onde o artista francês conhecido como JR fez um painel com uma criança.

Era apenas um bebê, um menino de 1 ano de idade nascido em Honduras. Chama-se Johan e vestia uma camisa verde de botões quando apareceu nos braços de uma assistente social naquela sala repleta de autoridades. Chegou, bebeu leite de uma garrafa, brincou com uma pequena bola roxa que se acendia quando batia no chão e ocasionalmente pediu “água”.

O lugar em questão é um tribunal e as autoridades, policiais, advogados e o John W. Richardson, que mostrava-se visivelmente constrangido por ter que acatar as novas regras de imigração. Dentro dos ritos processuais, o código manda a autoridade se virar para o réu e perguntar se ele entende o processo ao qual ele está se submetendo.

“Estou envergonhado de perguntar, porque não sei a quem você explicaria, a menos que você ache que uma criança de 1 ano poderia aprender a lei de imigração”, disse Richardson ao advogado que representa o menino de um ano de idade.

A criança é uma das centenas que precisam ser reunidas com seus pais depois de terem sido separadas na fronteira, como resultado da “política de tolerância zero” da administração Trump, um verdadeiro sofrimento para as famílias, para as crianças e também um constrangimento para a própria justiça americana, com histórias como essa, de crianças respondendo a processos e comparecendo a audiências, chorando separadas das mães e mantidas presas por semanas a fio.

Críticos também se apoderaram do sistema de tribunais de imigração do país, que exige que as crianças - algumas ainda em fraldas - tenham que comparecer perante os juízes e passem por processos de deportação enquanto estão separados de seus pais. Essas crianças não têm direito a um advogado nomeado pelo tribunal e 90% das crianças sem advogado retornam aos seus países de origem, de acordo com a “Kids in Need of Defense”, um grupo que fornece representação legal. O problema desses pequenos é que, longe de suas famílias, que fugiram de seus países de origem por terem sido juradas de morte por traficantes e criminosos locais, voltam a se expor a esses perigos.

Em Phoenix, na sexta-feira, o menino hondurenho chamado Johan esperou mais de uma hora para ver o juiz. Seu advogado disse a Richardson que o pai do menino o trouxe para os EUA, mas que eles haviam sido separados, embora não esteja claro quando. Ele disse que o pai, que agora estava em Honduras, foi retirado do país sob falsos pretextos de que poderia sair com seu filho. Por um tempo, a criança usava sapatos, mas depois ele estava de meias, enquanto esperava para ver o juiz. Ficou calado e calado durante a maior parte da audição, embora tenha chorado histericamente depois de alguns segundos que a assistente social o entregou a outra pessoa enquanto ela pegava a bolsa de fraldas. Ele está sob custódia do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA no Arizona.

Richardson disse que o caso do menino levantou bandeiras vermelhas ao longo de um prazo para reunir as crianças pequenas com suas famílias. Um juiz federal em San Diego deu a agência de imigração até a próxima terça-feira para reunir as crianças menores de 5 anos com seus pais e até 26 de julho para todos os outros. Esse prazo, no entanto, tem grandes chances de não ser respeitado porque muitas das deportações e separações de familiares ocorreram sem o devido registro das famílias e locais de origem.

Para algumas famílias separadas, a reunião ocorrerá na Guatemala, Honduras ou El Salvador - os países atormentados pela violência que muitos deles estavam fugindo.

A administração Trump, no entanto, não voltou a se manifestar sobre o assunto.

Be the first to like it!

Comments

People also liked

Related stories
1.Should You Wake Up Early? Not Necessarily
2.Airbus Scrapping Iconic Superjumbo A380
3.Buying Into No-Buy
4.Indian Lawmakers Summon Twitter CEO Jack Dorsey
5.Making Millions By Stealing £30,000 From Mom
6.U.S. Has A Brush With China, Now At Sea
7.Cli-Fi Movies Offer Compelling View Of Climate Change
8.Gucci Drops Sweater Like A Hot Potato After Backlash
9.Kangaroos Have Been Hopping Forever, Scientists Find
10.Park Runner Chokes Mountain Lion To Death
500x500
500x500