Brincadeiras para desenvolver a coordenação motora das crianças

Brincadeiras para desenvolver a coordenação motora das crianças

Brincadeiras para desenvolver a coordenação motora das crianças

Para as crianças, viver é constantemente experimentar. E experimentar usando as mãos é muito importante para que elas tenham mais costume, desde cedo, com tarefas que exigem um controle mais minucioso e preciso.

Quando inserimos esta consciência nas brincadeiras, o mundo abre-se em possibilidades e testes. Elas passam a aprender através da assídua prática das experimentações. Cada faixa exige algo e estas exigências nos fazem tatear as diferentes realidades que se apresentam.

Brincar não é só preencher o vazio e ponto, nem é sobre distrair e entreter os alunos. É preciso compreender como a variedade de coisas que podem ser ensinadas é imensa, e vai além do "conteúdo" usual que o professor "passa" ao aluno.

O lúdico é, antes de tudo, um exercício de observação. O aprendizado surge através da imitação e é imitando que as crianças teatralizam.

Ao inserirmos jogos e brinquedos, fornecemos instrumentos para o desenvolvimento motor. Quanto mais frequentes e refinados forem as práticas, melhor será a memória muscular e a consciência corporal ganhas.

Mesmo atos considerados simples são importantíssimos para que se adquira habilidade motora: esticar o braço para pegar algum objeto, fechar a mão para segurá-lo, levá-lo até a boca, contribuem para a constituição destas habilidades.

Perceba o momento

Engana-se quem acredita que os valores monetários estão diretamente ligados à qualidade dos jogos e brincadeiras.

Os estímulos benéficos para desenvolver esta habilidade vão desde os bloquinhos de montar e os chocalhos até o uso do corpo para a percepção do espaço, do tempo e do próprio equilíbrio. O importante, antes de qualquer coisa, é pensar a fase em que esta criança está inserida e estimulá-la com inteligência.

Crianças recém-nascidas, por exemplo, vivem em um mundo absolutamente sensorial. Brinquedos macios que podem ser agarrados e levados à boca contribuirão para o desenvolvimento motor. Aos poucos, ela notará as diferenças entre as cores, texturas, pesos e sabores, compreendendo e respondendo a cada um destes estímulos.

Brinquedos de encaixar, botões e compartimentos, são ideais para a compreensão de causa e efeito. Engatinhar no chão, andadores e carrinhos que possibilitem que a criança se movimente também são fundamentais até os dois anos de idade.

Mantenha e melhore

Ao dominar a coordenação motora, é chegado o momento de lapidá-la. Esta é a hora das massinhas, dos lápis de cor, tintas de dedo. Tudo aquilo que permita o florescer da capacidade criadora. Dos dois aos cinco anos, pode-se introduzir jogos com regras, tais como o jogo da memória e o quebra-cabeças, que melhoram ainda mais o desenvolvimento cognitivo da criança.

A partir do inicio da alfabetização, a gama de jogos e atividades torna-se ainda mais ampla. As habilidades cognitivo-motoras dominadas cooperam para você poder aumentar a complexidade das brincadeiras. Agora é a hora dos tabuleiros, desenhos, práticas de atividade física e livros.

Estes tipos de materiais estimulam a criatividade e fazem uma preparação para as práticas sociais. Esta já é uma criança que socializa, que cria e que interpreta papeis. Todas as fases que viveu em sua plenitude, até então, serão ferramentas para lidar com os ganhos, com as frustrações e todas as situações que apresentem conflitos. Ela aprende com a cooperação, desenvolvendo a noção de si e do outro.

Educar é participar destes jogos, estreitando os laços através deles. Perceber que enriquecer o brincar não é comprar coisas caras e sim ajudar na exploração de diversas linguagens. Brincar é mais que só divertimento... Você pode aprender junto à criança, estando com ela nas brincadeiras e participando ativamente do prosperar de todas as suas etapas.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.Você sabe por que a moeda brasileira se chama Real?
2.Curiosos lugares exóticos pelo mundo para se arriscar, ou não.
3.Quais são os canais de TV mais famosos do mundo?
4.Os lugares mais curiosos do mundo
5.Após apelo do prefeito, Museu desiste de homenagear Bolsonaro em NY
6.Como viajar com pouco dinheiro? 
7.Pai desmaia com o nascimento do filho e foto viraliza
8.Após fazer piada sobre derrame, comediante morre durante show
9.Weintraub afirma que os pais de aluno que agredir professor devem ser processados
10.Vai Anitta é a pior série brasileira da Netflix, de acordo com IMDB
500x500
500x500