PUBLICIDADE

A diferença entre prometer e se comprometer

Author
A diferença entre prometer e se comprometer

Início do ano é sempre um tempo de promessas. Vou emagrecer, vou procurar outro emprego, vou terminar a reforma, vou cuidar melhor da saúde, vou ler aquele livro ou fazer aquele curso, etc.

Passamos umas duas ou três semanas cheios de planos e perspectivas que acabam ficando no meio do caminho e ao final do ano percebemos que quase tudo que foi prometido acabou não realizado.

Por isso, a grande resolução de início de ano deve ser: Prometer menos e se comprometer mais.

Mais importante que o “to do list” é o “not to do list”. Vamos ter a noção de que a mudança de calendário não altera nosso comportamento. Que a única coisa capaz disso é uma mudança interna de perspectiva. Tenhamos coragem de dizer não, as vezes para nós mesmos. Sejamos compreensivos com nossas falhas e limitações, mas rígidos em relação às nossas tentações.

Cada vez que prometemos sem nos comprometermos, a isso se segue um sentimento de frustração e baixa autoestima que precisa ser evitada. Não adianta ser otimista na promessa sem ser realista na execução.

O mundo digital veio se somar ao analógico e o que sofreu com isso foi o tempo. Temos cada vez mais compromissos, atividades e cada vez menos tempo. E com menos tempo, é ainda menor nossa chance de realizar tudo que planejamos. Por isso, o ano de 2018 deve ser o ano do foco.

Uma mudança de comportamento vem com o tempo, mas a decisão de mudar começa em um instante. Precisamos entender a diferença entre promessa e compromisso. E, por isso, prometer menos e se comprometer mais. Esse é o nome do jogo...