5 filmes para pensar a sexualidade

Quando se faz uma comparação entre o tempo atual e, por exemplo, cinquenta anos atrás, é possível ver que as produtoras de filmes estão ficando cada vez mais abertas à diversidade. Em tempos onde esta falsa polêmica se tornou um dos principais pontos de disputa política no Brasil, é bom lembrar alguns filmes para pensar seriamente sobre a questão.

Ver para crer

Mesmo em menor quantidade, os filmes que não se restringem aos relacionamentos heterossexuais vêm conquistando mais adeptos a cada dia, mitigando aos poucos o preconceito e tornando o mundo um lugar mais agradável para essas pessoas.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

O filme, que inicialmente era um curta publicado no YouTube, foi lançado em 2014 e conta a história de Léo, um estudante que sofre de deficiência visual, que se apaixona por um amigo, Gabriel. O filme aborda a homossexualidade de maneira leve e traz à tona alguns assuntos importantes, como a autonomia do ser a partir do amadurecimento e a dependência dos pais. É, realmente, um filme que vale a pena ser visto.

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Protagonizado por Trevante Rhodes, o mesmo ator que participou do filme Caixa de Pássaros, Moonlight conta a história de Black, que desde pequeno nunca conseguiu encontrar o seu lugar no mundo. Ele, um garoto negro que vive em um bairro violento de Miami, é apresentado nesse filme premiado que aborda muito as relações humanas. Você não pode deixar de ver!

Amor Por Direito

O filme conta a história de um casal de lésbicas, a policial Laurel e a mecânica Stacie, que está em relacionamento sério quando Laurel descobre sofrer de uma doença grave. Então, ela decide deixar que a esposa receba a pensão da polícia após a sua morte, só que a polícia não reconhece a união homoafetiva das duas como um casal de verdade.

XXY

Mesmo sendo um filme de 2007, ou seja, bastante antigo, XXY tem uma temática muito interessante para a época e para hoje. O filme argentino fala sobre uma adolescente intersexo que vive isolada com os pais. Ela tem traços predominantemente femininos, mas tem genitais masculinos, e, por conta disso, nunca pôde encontrar sua verdadeira identidade. Até que ela começa a se apaixonar por um garoto e decide descobrir quem ela é para si mesma, de verdade.

Laurence Anyways

Como último exemplo, nós temos Laurence Anyways. O filme retrata a história de um casal que precisa entender-se após uma conversa sobre a transgeneridade. Os conflitos e as resoluções mostram como podemos ser preconceituosos os amigos, colegas de trabalho e familiares. Vale muito a pena ver.

0