A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

ABolaPune
há 5 meses297 visualizações

O Brasileirão de 2017 promete ser o mais disputado de todos os tempos. Muitos clubes chegam forte para a disputa, que tem pontapé inicial marcado para o dia 13 de maio. Até lá, a ordem nos clubes é a de se reforçar e, ao mesmo tempo, se livrar de seus encostados.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Com elencos inchados, muitas equipes trabalham rápido para deixar o grupo enxuto e evitar problemas de insatisfação no elenco.

Emprestar, vender ou trocar jogsdores parece a saída para muita gente na mais equilibrada e disputada competição nacional.

Veja como alguns clubes estão trabalhando para o Brasileirão e "ajustando" seus elencos:

Palmeiras

Alessandro e Arouca sabem que vão ter pouquíssimas chances de jogar no time de Cuca e já fazem as malas. O atacante tem propostas de Bahia e Coritiba, enquanto o volante negocia com o Fluminense. O lateral esquerdo Egídio é outro pouco aproveitado e deve fechar com o Vasco, assim como Rafael Marques

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

São Paulo

Cansado da reserva, o zagueiro Breno pediu para ser emprestado, enquanto os atacantes Neilton e Chavez devem ter nova cada em breve. Neilton tem tudo para ser emprestado ao Botafogo, onde atuou em 2016, já o argentino será devolvido ao Boca Juniors.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Corinthians

O Timão mandou Guilherme para o Atlético-PR e ainda negocia o empréstimo ou a troca de Marquinhos Gabriel. Antes mesmo de estrear, o jovem atacante Luidy foi emprestado ao Figueirense. E Cristian pode parar na Ponte Preta.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Santos

Revelado no clube, mas sem espaço com Dorival Junior, o meia Serginho está sendo reemprestado, desta vez para o Figueirense. Ano passado ele jogou no Vitória.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Flamengo

Marcelo Cirino chegou ao Rubro-Negro sob enorme expectativa. Mas não rendeu o esperado em campo e foi negociado com o Internacional.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Fluminense

Osvaldo estava de lado no clube que acertou seu setor ofensivo e acabou mudando de ares ao acertar com o Sport.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Vasco

Fora dos planos do técnico Milton Mendes, o zagueiro Rodrigo está rescindindo seu contrato com o cruzmaltino. O destino deve ser a Ponte Preta.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Botafogo

O atacante Roger pode trocar o Rio por Goiânia. Após perder a posição de titular, ele ficou empolgado com proposta do Goiás e deve mudar de ares.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Vitória

Os baianos imaginavam que Dátolo seria o grande ídolo no clube no ano. Mas após quatro meses e apenas sete jogos, o meia argentino teve seu contrato rescindido.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Cruzeiro

Jovens promessas do clube que poucas chances tiveram com Mano Menezes, o lateral Kevin e o meia Luiz Fernando foram emprestados ao Guarani.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Atlético-MG

Formado na base do clube, o Lateral-esquerdo Eron pouco foi aproveitado em no time profissional. Após diversos empréstimos, rescindiu o acertou com o Guarani. Com muitos atacantes, o clube pode abrir mão do Menino Maluquices Luan, que recebeu algumas propostas.

Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'
Brasileirão vem aí e clubes começam a se livrar de seus 'encostados'

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

ABolaPune
há 5 meses173 visualizações

Não importa o estado, os times passam o campeonato todo lutando por um desempenho bom para fazer o segundo jogo dos mata-matas em casa e, desta forma, ter vantagem na decisão. Pois bem, as finais dos estaduais provaram que a tese tem de ser revista já que nenhum time conseguiu reverter a vantagem do jogo de ida na disputa pela taça.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O Paulistão é o campeonato que mais serviu para provar que o jogo de ida é decisivo num mata-mata. A Ponte Preta chegou à decisão após ganhar em casa de Santos e Palmeiras e depois garantir a vantagem no segundo jogo - diante dos santistas precisou dos pênaltis, mas não levou a virada.

O campeão Corinthians também fez valer vantagem do primeiro jogo, mas em seu caso, como visitante. Fez 2 a 0 no São Paulo nas semifinais e 3 a 0 sobre a Ponte Preta na final. Na volta só segurou empates por 1 a 1 para fazer a festa.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Confira outros estaduais que também foram 'decididos' no jogo da ida.

Carioca

O Flamengo ergueu a taça no Rio com duas vitórias sobre o Fluminense. Com 1 a 0 no primeiro confronto, obrigou o Tricolor a partir para cima no jogo de volta. Até saiu atrás, mas buscou a virada neste domingo.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Catarinense

O primeiro título da Chapecoense pós tragédia que vitimou todo o grupo de 2016 veio diante do Avaí. A equipe verde fez 1 a 0 na casa do rival e na volta, mesmo com 1 a 0 contra, deu a volta olímpica.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Goiano

O Goiás ergueu mais uma taça no estado após superar o Vila Nova. Com 3 a 0 na ida, transformou o jogo de volta em mero amistoso. E ainda venceu novamente, com 1 a 0.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Cearense

O Ceará encarou o surpreendente Ferroviário na decisão é não deu chances para a zebra com dois triunfos seguidos.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Alagoano

O CSA jurava que em casa reverteria a vantagem do CRB de 1 a 0 no primeiro jogo da decisão do Alagoano. Mas foi novamente batido, desta vez por 3 a 2.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Paranaense

Outro amistoso decisivo aconteceu entre Coritiba e Atlético-PR. O Coxa já havia selado a conquista com os 3 a 0 no duelo de ida. Na volta apenas segurou a vantagem é com o 0 a 0 festejou.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Mineiro

O clássico de Belo Horizonte foge um pouco da tese, já que foi 0 a 0 no Mimeirao na ida. Acontece que o Atlético jogava por dois empates e ao não cair na casa do Cruzeiro, confirmou seu favoritismo com 2 a 1 no Independência.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Matogrossense

No Mato Grosso, o Cuiabá fez 2 a 1 no jogo de ida e atuava pelo empate pela taça diante do Sinop. Caiu por 1 a 0, mas com 5 a 4 nos pênaltis evitou a virada na decisão.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Paraibano

O Botafogo garantiu mais uma conquista graças ao triunfo por 3 a 2 no duelo de ida das finais. Na volta, segurou o 1 a 1 com o Treze e fez a festa pelo 28° título.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

No Baiano o Vitória fez valer o melhor desempenho e se garantiu com dois empates diante do Bahia, no Rio Grande do Sul deu Novo Hamburgo diante do Inter nos pênaltis, após duas igualdades, e depois de 1 a 1 na ida, o Paysandu levou o Paraense com 2 a 1 no Remo.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
ABolaPune
Equipe Storia Brasil