A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

ABolaPune
há 5 meses173 visualizações

Não importa o estado, os times passam o campeonato todo lutando por um desempenho bom para fazer o segundo jogo dos mata-matas em casa e, desta forma, ter vantagem na decisão. Pois bem, as finais dos estaduais provaram que a tese tem de ser revista já que nenhum time conseguiu reverter a vantagem do jogo de ida na disputa pela taça.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O Paulistão é o campeonato que mais serviu para provar que o jogo de ida é decisivo num mata-mata. A Ponte Preta chegou à decisão após ganhar em casa de Santos e Palmeiras e depois garantir a vantagem no segundo jogo - diante dos santistas precisou dos pênaltis, mas não levou a virada.

O campeão Corinthians também fez valer vantagem do primeiro jogo, mas em seu caso, como visitante. Fez 2 a 0 no São Paulo nas semifinais e 3 a 0 sobre a Ponte Preta na final. Na volta só segurou empates por 1 a 1 para fazer a festa.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Confira outros estaduais que também foram 'decididos' no jogo da ida.

Carioca

O Flamengo ergueu a taça no Rio com duas vitórias sobre o Fluminense. Com 1 a 0 no primeiro confronto, obrigou o Tricolor a partir para cima no jogo de volta. Até saiu atrás, mas buscou a virada neste domingo.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Catarinense

O primeiro título da Chapecoense pós tragédia que vitimou todo o grupo de 2016 veio diante do Avaí. A equipe verde fez 1 a 0 na casa do rival e na volta, mesmo com 1 a 0 contra, deu a volta olímpica.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Goiano

O Goiás ergueu mais uma taça no estado após superar o Vila Nova. Com 3 a 0 na ida, transformou o jogo de volta em mero amistoso. E ainda venceu novamente, com 1 a 0.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Cearense

O Ceará encarou o surpreendente Ferroviário na decisão é não deu chances para a zebra com dois triunfos seguidos.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Alagoano

O CSA jurava que em casa reverteria a vantagem do CRB de 1 a 0 no primeiro jogo da decisão do Alagoano. Mas foi novamente batido, desta vez por 3 a 2.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Paranaense

Outro amistoso decisivo aconteceu entre Coritiba e Atlético-PR. O Coxa já havia selado a conquista com os 3 a 0 no duelo de ida. Na volta apenas segurou a vantagem é com o 0 a 0 festejou.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Mineiro

O clássico de Belo Horizonte foge um pouco da tese, já que foi 0 a 0 no Mimeirao na ida. Acontece que o Atlético jogava por dois empates e ao não cair na casa do Cruzeiro, confirmou seu favoritismo com 2 a 1 no Independência.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Matogrossense

No Mato Grosso, o Cuiabá fez 2 a 1 no jogo de ida e atuava pelo empate pela taça diante do Sinop. Caiu por 1 a 0, mas com 5 a 4 nos pênaltis evitou a virada na decisão.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

Paraibano

O Botafogo garantiu mais uma conquista graças ao triunfo por 3 a 2 no duelo de ida das finais. Na volta, segurou o 1 a 1 com o Treze e fez a festa pelo 28° título.

Campeões na ida: estaduais não registram viradas no segundo jogo das finais

No Baiano o Vitória fez valer o melhor desempenho e se garantiu com dois empates diante do Bahia, no Rio Grande do Sul deu Novo Hamburgo diante do Inter nos pênaltis, após duas igualdades, e depois de 1 a 1 na ida, o Paysandu levou o Paraense com 2 a 1 no Remo.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

ABolaPune
há 6 meses463 visualizações

Vai ter mosaico, lotação máxima e queima de fogos. Uma grande festa está armada para o primeiro título do Corinthians na Arena Itaquera. Serão 90 minutos diante da Ponte Preta para a confirmação da taça após boa vantagem de 3 a 0. Segurando a vantagem, o Timão erguerá a taça estadual em seu 12° estádio diferente.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

O Corinthians é o maior vencedor do estadual paulista, com 27 conquistas. Mas diferentemente dos outros rivais, que costumam levar a taça em poucos estádios, como Morumbi, Pacaembu, Palestra Itália ou Vila Belmiro, o Timão tem história com finais em casas inusitadas.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros
Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros
Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Pacaembu e Morumbi são palcos comuns de conquista corintiano, onde ele mandou algumas finais. Mas o interior também foi importante na história do Alvinegro.

Enquanto conta as horas para a final inaugural na sonhada casa e, quem sabe, a primeira conquista, o torcedor pode lembrar aqui os outros 11 palcos de festa em preto e branco:

Morumbi

O estádio são-paulino não é ironicamente apontado como "salão de festas corintiana" por acaso. Lá aconteceram oito conquistas, a primeira justamente a queda do tabu em 1977 diante da Ponte Preta. Depois, vieram as conquistas de 1979, 1982, 1983, 1997, 1999, 2001 e 2003.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Parque São Jorge

A famosa Fazendinha registrou quatro títulos do Timão, nos anos de 1928 e o tricampeonato de 1937, 1938 e 1939.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Pacaembu

Estádio corintiano por muitos anos, o Pacaembu registrou apenas três taças estaduais do Corinthians. A última diante do Santos em 2009, sob a batuta do Fenômeno Ronaldo. No aconchegante estádio vieram ainda os títulos de 1951 e 1954.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Vila Belmiro

Diante do Santos, na casa do rival, aconteceu a última conquista, em 2013. Lá ainda foram erguidos os troféus de 1931 e 1941.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Parque Antártica

O estádio palmeirense também presenciou três conquistas corintianas. Em 1929 já como propriedade do Palmeiras e em 1914 e 1916 quando ainda pertencia à cervejaria.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Floresta

O título de 1922 veio em cima do Paulistano em sua casa, a Floresta, com triunfo por 2 a 0.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Estádio da Ponte Grande

A conquista de 1923 aconteceu no primeiro estádio corintiano, com vitória de 3 a 0 sobre o São Bento.

Jardim América

Outra conquista diante do Paulistano aconteceu em 1925, pelo campeonato de 1924, desta vez com vitória magra como visitante, mas desta vez no estádio do Jardim América.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Estádio Santa Cruz

Corinthians é Palmeiras disputaram a final de 1995 em Ribeirão Preto e um golaço de Elivélton garantiu o título corintiano.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Brinco de Ouro

Campinas foi o palco da decisão de 1988 e Viola de carrinho garantiu mais uma conquista do Timão.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros

Estádio Artur Simões

A conquista de 1952, em competição por pontos corrido, aconteceu no estádio de Jaú, mesmo com derrota para o XV de Novembro local, graças a tropeço do São Paulo diante da Portuguesa.

Arena de Itaquera pode ser 12° palco de título paulista corintiano. Veja outros
Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
ABolaPune
Equipe Storia Brasil