A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

CBF é piada! Técnico demitido há 10 meses volta à seleção feminina. Agora serve?

ABolaPune
há 21 dias14.1k visualizações

A seleção brasileira feminina frustrou a expectativa da torcida nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, ao perder na semifinal e depois na disputa da medalha de bronze. Não subir ao pódio custou o emprego do técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão. Sem cerimônia, a pomposa CBF demitiu o treinador, jogando toda a culpa em seus ombros. Agora, 10 meses depois, ele é recontratado sob garantia de ser o melhor para dirigir as meninas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
CBF é piada! Técnico demitido há 10 meses volta à seleção feminina. Agora serve?

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Dá até vontade de rir com a notícia. Não se questiona o trabalho de Vadão, um treinador sério e competente. Mas os mandos e desmandos da entidade mostram que ela não pode ser levada à sério. A CBF faz o que quer com nosso futebol, como se fossemos ignorantes, e não respeita seus treinadores.

Se na derrota Vadão foi chutado sem um mísero de respeito, por que ele serve agora? Ele aceitou o desafio, problema dele, porém já sabe que tem telhado de vidro e nova frustração pode custar outro pé na bunda da CBF.

Assim como foi com sua sucessora, Emily Lima. A ex-jogadora e primeira técnica da equipe principal não teve respaldo dos dirigentes e, nos primeiros tropeços, foi dispensada mesmo com pedido das jogadoras para que permanecesse. Em seleções da CBF é assim: ou ganha tudo ou não presta. Foi desta maneira com Rogério Micale (campeão olímpico), Vadão, Emily e servirá para Tite também.

Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra

ABolaPune
há 22 dias9.9k visualizações

No futebol, a recompensa normalmente vem pela competência apresentada dentro de campo. E quando um clube apela às superstições e crendices é porque a situação anda bem ruim. O Coritiba vinha de cinco jogos sem ganhar no Brasileirão e seus dirigentes resolveram espalhar sal grosso por todo o estádio Couto Pereira para "espantar a crise". Viram a equipe sair na frente do placar e... somar nova derrota.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra

Agora só falta invocar espíritos ou outras entidades, como ironizou a torcida após a equipe levar virada do Botafogo, por 3 a 2. Sim, os torcedores coxa branca detonaram a maneira encontrada pelos dirigentes para tentar salvar o time das últimas colocações.

Quem foi ao estádio neste domingo se deparou com diversos amontoados de sal grosso espalhados pelo estádio. A iniciativa dos dirigentes era a de tirar o peso da fragilidade do elenco e jogar a culpa pela má campanha na falta de sorte.

Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra
Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra
Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra
Time espalha sal grosso em estádio para espantar má fase e... perde outra

O investimento no sal grosso foi baixo financeiramente, mas também não surtiu efeito algum. Melhor os dirigentes gastarem um pouco mais e contratarem jogadores melhores ou a queda à Série B que quase veio nos últimos anos se concretizará agora.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
ABolaPune
Equipe Storia Brasil