A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

O futebol realmente é muito dinâmico. Para o bem e também para o mal. Em maio, portanto há três meses, Inter, Santa Cruz, América-MG e Vasco comemoravam a conquista do Estadual, o Corinthians se gabava de vir forte para defender o título do Brasileirão e o São Paulo batia no peito para se orgulhar em "ser o Brasil" na Libertadores.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Neste intervalo de tempo, a fantasia de que o segundo semestre seria maravilhoso, o conto de fadas, ruiu. A realidade é bem diferente e todos estão em crise.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

Sim, até mesmo o líder da Série B e o quarto colocado do Brasileirão estão no divã, precisando de explicação psicológica para o momento conturbado que vivem.

Outros parecem viver uma relação sólida com os tropeços e já não sabem mais o que fazer para voltar a sorrir. No seu divã, qual seria a 'análise' para essas equipes? Há saída?

Corinthians

Fecha o G4 do Brasileirão, com seis pontos a menos que o líder, mas não tem paz, nem mesmo sendo o atual campeão. A torcida xinga jogadores, cobra melhor desempenho e fez protesto no Itaquerão no fim de semana. Sem jogadores de peso, tem tudo para aumentar a crise pois virou saco de pancadas como visitante.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

São Paulo

O "melhor time brasileiro na América" não sabe mais ganhar dentro de casa e cai, a cada rodada, na tabela da Série A. A torcida invadiu o CT, bateu em jogadores e o time não ganhou no campo. De candidato ao título o discurso agora é de fugir da ameaça de queda.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

Internacional

São 14 jogos sem vencer e o campeão gaúcho que começou com tudo na elite agora amarga a zona de rebaixamento. Já trocou de técnico, reformulou o elenco e nada dá certo. Perde pênalti no fim que garantiria a vitória e quando tem o resultado na mão, leva empate no apagar das luzes. Situação delicada e estranha de mais um favorito que desandou.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões
Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

América-MG

Desbancou o então invicto Cruzeiro na semifinal, depois bateu o Atlético-MG na final do Estadual e prometia campanha digna na Série A. É o lanterna e não tem perspectivas de sair dali.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões
Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

Santa Cruz

Campeão pernambucano e da Copa do Nordeste, o Santinha detonou nas rodadas iniciais com duas goleadas e o artilheiro Grafite encantando. De repente, o futebol bonito se foi e agora o time amarga série de derrotas e a penúltima colocação. Também mudou do comando e não se encontra.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões
Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

Vasco

Líder da Série B, o campeão carioca invicto era para viver na maior paz, mas quatro jogos sem vencer na divisão de acesso, com empates com os últimos colocados, e a surra diante do Santos na Copa do Brasil acenderam o sinal de alerta.

Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões
Da euforia à crise em três meses. Divã do Brasileirão está cheio de campeões

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C. Nenhum grande perdeu tanto

ABolaPune
há um ano1 visualizações

O time da moda, exemplo de organização e que sempre acerta nas contratações está no divã. O São Paulo foi derrotado na quarta-feira em pleno Morumbi pelo Juventude, por 2 a 1, um rival da Série C. Está com um pé fora da Copa do Brasil. E bem para trás no Brasileirão.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O time que se orgulha do apelido de Soberano virou o saco de pancadas entre os grandes. São incríveis 20 derrotas na temporada. Mais do que as vitórias, que somam 19 em 53 jogos.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Derrota de um clube grande machuca. Sob seus domínios, mais dolorosa ainda. Já são quatro tropeços seguidos no Morumbi, dez derrotas como mandante e jogadores já não falam a mesma língua.

Os gringos, como Buffarini e Lugano, dizem que precisa existir cobrança, enquanto Maicon garante que,a direção sabe onde está o problema.

O ano está quase perdido e Ricardo Gomes já deve estar arrependido de aceitar o cargo. Veja a diferença do São Paulo em relação aos outros grandes no quesito derrotas em jogos oficiais.

Flamengo - 13 derrotas

O Rubro-Negro foi superado em seis oportunidades na Série A, além de cair três vezes no Carioca, outras três na Copa do Brasil e uma na Copa Sul-Americana.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Palmeiras - 12 derrotas

O líder do Brasileiro tem 12 derrotas, cinco no Brasileirão, cinco no Paulistão e duas da Libertadores.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Internacional - 11 derrotas

Apesar de viver crise na Série A, onde já perdeu 10 vezes, no ano somou apenas mais um tropeço no Gaúcho.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Grêmio - 11 derrotas

Briga por vaga no G4 do Brasileiro, no qual soma cinco derrotas. São outras três no Gaúcho e mais três na Libertadores.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Atlético-MG - 11 derrotas

Segundo colocado, está com cinco derrotas no Brasileirão. Perdeu quatro vezes no Estadual e duas na Libertadores.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Cruzeiro - 11 derrotas

Outro que precisa se achar no Brasileirão após 10 derrotas. No ano, só caiu mais uma vez, tropeço que custou a eliminação no Mineiro.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Botafogo - 10 derrotas

De volta à elite, o Fogão começou mal no Brasileirão, com oito derrotas. No Carioca perdeu duas vezes e está invicto na Copa do Brasil.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Fluminense - 10 derrotas

Em ascensão no Brasileirão, no qual já perdeu cinco vezes, somou o mesmo número de derrotas no Carioca.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Corinthians - 9 derrotas

Atual campeão brasileiro soma 9 derrotas, 6 no Brasileirão, duas no Paulistão e uma na Libertadores.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Santos - 8 derrotas

São sete derrotas no Brasileirão e uma no Estadual.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

Vasco - 5 derrotas

Campeão invicto do Carioca, perdeu só cinco vezes, quatro na Série B e uma na Copa do Brasil.

São Paulo perde 20° jogo no ano de time da Série C.  Nenhum grande perdeu tanto

#futebol #saopaulo

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
ABolaPune
Equipe Storia Brasil