A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A Bola Pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Qualquer ataque fica arrasador com Lionel Messi. Menos o da Argentina

ABolaPune
há um mês2.4k visualizações

Impossível imaginar a Argentina fora de uma Copa do Mundo. Mas os hermanos estão fazendo um esforço tremendo para ver a competição russa pela televisão. Tudo culpa de seu ataque inoperante, que nem com a presença do astro Lionel Messi consegue decolar.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Qualquer ataque fica arrasador com Lionel Messi. Menos o da Argentina

Apenas com a escalação de La Pulga o setor já tinha tudo para ser arrasador. Complementado por Icardi, Aguero e Dybala, então... O ataque de respeito, forte e que gera inveja em muita seleção, anda causando pânico... nos argentinos.

E nem a chegada do técnico Jorge Sampaoli conseguiu fazer o ataque dos sonhos argentino desencantar. Para se ter uma ideia da falta de poderio de nossos vizinhos, são SOMENTE 16 gols anotados nas eliminatórias. Você não leu errado. São 16 GOLS em 16 rodadas, um só por partida. O time não ganhou nem da lanterna Venezuela.

Apenas a Bolívia, saco de pancadas do continente, fez menos: 14. O Brasil, por exemplo, já anotou 38 vezes. Sem força na frente, com Messi desesperado tentando fazer tudo sozinho já que não tem ajuda, a Argentina figura na quinta posição das eliminatórias (hoje iria para a repescagem com a Nova Zelândia) e sofre forte ameaça de não estar na Copa.

Seria mais uma enorme decepção para Messi defendendo seu país. Já foi vice do Mundial no Brasil e das duas últimas edições da Copa América. Vai se frustrar novamente?

Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos

ABolaPune
há um mês1.2k visualizações

A torcida palmeirense tem pesadelos só de ouvir seu nome. Contratado para ser técnico sob enorme expectativa em 2014, ele acabou demitido com menos de 3 meses de casa após resultados catastróficos e aproveitamento de só 33%. Ficou seis meses parado até receber convite da seleção peruana e agora Ricardo Gareca está sonhando em levar o país novamente a um Mundial, depois de 36 anos de espera.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos

Gareca lamentou a falta de tempo para se adaptar ao Palmeiras. Vitorioso com o Vélez Sarsfield, no qual trabalhou por cinco anos seguidos, pagou pela política de resultados imediatos no Brasil. Ganhou só quatro de 13 jogos, com oito derrotas, e foi 'chutado' do Verdão.

Resolveu aceitar o desafio de assumir pela primeira vez na carreira uma seleção. Na apresentação no Peru, em março de 2015, um discurso confiante: "Ir na Copa não é impossível." Como não, dirigindo seleção que vivia entre os piores da América?

Ele vem provando com bom desempenho nos jogos e árduo trabalho com nomes não tão conhecidos no cenário mundial, mas bastante envolvidos em seu projeto. Gareca acertou a seleção peruana de Guerrero, Cueva e Trauco e vai cumprindo sua missão.

Restam duas rodadas para o término das eliminatórias e o sonho de disputar novamente um Mundial - o último do Peru foi em 1982 - está bem vivo. Com 24 pontos, a seleção está na quarta posição, superando nos critérios de desempate a Argentina, próxima rival.

'Atrapalhar' seu país de nascimento e depois fazer a lição de casa diante da Colômbia significaria o fim do sofrimento peruano. A missão de Gareca ainda é complicada, mas agora bem possível. Sobretudo para quem já ganhou de Paraguai (4 a 1) e Equador (2 a 1) fora de casa, bateu no Uruguai (2 a 1) e vem de três vitórias seguidas.

Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos
Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos
Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos
Ele não serviu para o Palmeiras, mas pode levar o Peru à Copa após 36 anos

Fotos: Twitter/Conmebol

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
ABolaPune
Equipe Storia Brasil