CIÊNCIA

7 avanços incríveis da humanidade que só aconteceram por causa da cerveja

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro
7 avanços incríveis da humanidade que só aconteceram por causa da cerveja

Historicamente, a espécie humana tem duas motivações que nunca deixam de se manifestar: mulheres e dinheiro. Guerras e revoluções ocorreram por um ou pelo outro. O que pouca gente sabe é que existe outro componente muito importante na evolução da espécie: a cerveja. Sim, CER-VE-JA. E se você não entende por que, continue lendo e role a página…

1. O termômetro 

James Joule precisava das condições específicas e do aprendizado que adquiriu em sua cervejaria para definir e medir o calor mecânico. A temperatura ambiente precisara ser extremamente precisa, ele tinha que trabalhar sozinho e por muitas horas sem parar. Por isso, forçado pela arte de fazer cerveja, Joule criou o termômetro de mercúrio e realizou experiências que afetaram todo o campo da física.

2. Pasteurização 

A gente conhece em o leite pasteurizado, que é aquele que passou por aquecimento e resfriamento para matar bactérias. O que muita gente não sabe é que quando Louis Pasteur desenvolveu esse processo, leite era a última de suas prioridades. Ele estava mesmo é tentando resolver um problema da cerveja. Pasteur foi contratado por cervejarias que queriam saber o que fazer para que a bebida não estragasse. Ele demonstrou que o problema era causado por bactérias, e resolveu a questão aquecendo e resfriando a cerveja.

3. Garrafas de vidro 

Okay, a cerveja não inventou o vidro, mas foi a grande responsável pela produção em larga escala de garrafas de vidro. Michael Joseph Owens criou uma máquina e fez uma parceria com a Libbey Glass. Em 1903, ele criou uma máquina comercial que produzia 12 garrafas por minuto - uma revolução para a época. Mais ou menos dez anos depois, em 1912, outra máquina de Owens fazia 50 garrafas por minuto.

4. Dióxido de carbono 

Até então, se acreditava que o ar era um substância só, e não uma combinação de gases, como sabemos hoje em dia. E Joseph Priestley foi quem descobriu o dióxido de carbono (CO2). Sabe como? Ele morava ao lado de uma cervejaria e observava que o gás que saía da fermentação descia para o solo. Logo, Priestley concluiu que aquele gás era mais pesado que o ar em volta dele. Daí para o dióxido de carbono foi um pulo. Prisetley até descobriu como produzir CO2 sem álcool, o que possibilitou a produção de outras bebidas com gás. Logo, pode-se até dizer que Coca-Cola não existiria sem a cerveja.

5. Comunismo 

7 avanços incríveis da humanidade que só aconteceram por causa da cerveja

Ah, o comunismo… Como sistema econômico, a proposta de Karl Marx e Friedrich Engels durou cerca de um século até sucumbir e praticamente desaparecer do planeta. E o que isso tem a ver com cerveja? Bom, Marx era conhecido beberrão. Engels preferia vinho, mas os dois passaram dez dias em Paris entupindo-se da bebida preferida de Marx. O resultado foi uma troca de ideias e a formulação do que seria o Manifesto Comunista.

6. Refrigeração 

Carl Von Linde, que inventou a refrigeração mecânica, trabalhava para a cervejaria Spaten, em Munique. A solução dispensou o uso de enormes blocos de gelo que eram utilizados para manter a cerveja fria. Até então, só se fazia cerveja nos meses frios do ano. Com a invenção de Von Linde, foi possível montar cervejarias longe de fontes de gelo e produzir a bebida o ano inteiro.

7. Escala de pH 

A escala de pH analise níveis ideais para líquidos, tanto dentro do corpo humano quanto na água potável, por exemplo. E ela só foi criada porque um bando de viciados em cerveja não conseguiam medir sua bebida consistentemente. Os cidadãos de Carlsberg , então, desenvolveram a escala para monitorar a fermentação de sua cerveja.