GAMES

7 hábitos peculiares de gamers em todo planeta

Autor

O site IGN, um dos mais conceituados do mundo dos games, tem 14 redações espalhadas pelo mundo e, para marcar a inauguração de seu escritório no Japão, pediu a colaboração de todas equipes regionais para montar uma espécie de censo mundial de gamers. O resultado foi interessante e tirou X conclusões principais.

1. Jogos de tiro e esportes são populares no mundo todo

Em todos os países em que a IGN está presente, a lista de games favoritos é encabeçada por games de esporte (como FIFA e PES) ou de tiro em primeira pessoa (Call of Duty e Battlefield). A exceção é a série GTA, que não se encaixa em nenhum dos dois gêneros, mas está em todas listas de games mais vendidos.

2. A divisão entre gamers casuais e hardcore é universal

Tem muito gamer hardcore que não gosta de assumir que passa tanto tempo jogando. Para essa galera, jogar em smartphone não é ser gamer - embora os games para plataformas móveis sejam os mais populares no Brasil, por exemplo.

3. VR tem muitos céticos

A realidade virtual (VR) está finalmente virando verdade, mas talvez porque se fale nisso há muito tempo, ainda tem muita gente que não leva fé na coisa. Além disso, em países como Brasil e Austrália, gadgets como o PlayStation VR são caríssimos. Talvez a VR móvel, com adaptadores acessíveis para smartphones, faça a diferença nessa história.

4. Games ainda sofrem preconceito

Em alguns países, a imprensa tem uma visão progressista em relação aos games, mas na maioria ainda há preconceito. Os rótulos são os de sempre. Há quem diga que videogame é coisa de criança e também tem aquele povo que diz que alguns tipos de game deixam crianças violentas. Pode ser que a coisa mude com o crescimento dos eSports, mas o mundo ainda está longe de ver o videogame como um hobby comum como jogar futebol com os amigos ou colecionar qualquer coisa.

5. Gamers são parecidos no mundo todo

Sim, todo país tem números diferentes em relação a faixa etária, gênero e geografia, mas os dois principais tipos de gamers existem em todo planeta. Mais ou menos metade é a galera entre 16 e 30 anos que gasta uma pequena fortuna num Playstation 4 só pra jogar FIFA e PES. A outra metade é a turma que gosta de outros tipos de jogos, mas não conta pra ninguém que é pra não ser rotulado como integrante da primeira metade.

6. Games bombam na Austrália

7 hábitos peculiares de gamers em todo planeta

Um relatório da Digital Australia publicado este ano apontou que 68% da população usa videogames. Além disso, 98% das crianças do país têm videogames. É uma porcentagem gigante!

7. O japonês ama RPGs como ninguém

Nenhum outro país sequer mencionou RPGs como gênero favorito para game. Só que no Japão a história é completamente diferente.