POP

Ator de Game of Thrones faz apelo em campanha por huskies siberianos

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

A PETA, maior associação protetora de animais do mundo, lançou uma campanha de alerta por causa da compra indiscriminada de cães da raça husky siberiano. Por causa do sucesso da série Game of Thrones, muita gente saiu comprando loucamente filhotes de huskies, já que estes se parecem com os direwolves - ou lobos - do seriado da HBO. O grande problema é que muitos desses novos donos acabaram abandonando os cãezinhos em pouco tempo.

Ator de Game of Thrones faz apelo em campanha por huskies siberianos

Peter Dinklage, ator que faz o papel do anão Tyrion Lannister em Game of Thrones, se juntou à campanha da PETA para lembrar os fãs da série que cães devem ser vistos como integrantes da família e precisam ser cuidados durante a vida inteira. Além disso, o ator pede que interessados em adquirir cachorros prefiram sempre adotar em vez vez de comprá-los.

“Por favor, a todos os maravilhosos fãs de Game of Thrones, entendemos que por causa da popularidade imensa dos direwolves, muitas pessoas estão comprando huskies. Isso não só prejudica os muitos cães esperando em abrigos por um bom lar, mas os abrigos também estão informando que muitos desses huskies estão sendo abandonados - o que acontece frequentemente quando cães são comprados impulsivamente, sem que se entendam suas necessidades. Por favor, por favor, se você vai incluir um cão em sua família, tenha certeza de que você está preparado para uma grande responsabilidade e lembre-se de sempre, SEMPRE adotar de um abrigo”, escreveu o ator no comunicado da PETA reproduzido abaixo.

No mesmo texto, a PETA lembrou que fenômenos assim acontecem sempre que um seriado ou filme com um cachorro faz sucesso. Foi assim com “101 Dálmatas”, “Legalmente Loira” e “Homens de Preto”. Todos causaram períodos de pico na compra de certas raças, e muitos desses animaizinhos acabaram abandonados em abrigos.

Segundo o órgão, mais de 6 milhões de cães e gatos vão parar em abrigos a cada ano. Metade deles são sacrificados porque não há lar para todos. Também por isso a PETA sempre faz campanha pela adoção. Quanto mais pessoas adotando animais em abrigos, menor a chance de uma crise de superpopulação e, consequentemente, menor o número de animais sendo sacrificados.