PALADAR

Café com biquíni: baristas provocam polêmica em rede americana

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro
Café com biquíni: baristas provocam polêmica em rede americana

Uma rede de restaurantes que servem café da manhã nos EUA apostou em um visual ousado. Suas atendentes trabalham vestindo nada além de biquínis. “A única coffee shop do Arizona com baristas vestindo biquínis”, diz o site da empresa.

O negócio vai bem. Toda manhã, homens fazem fila em frente à loja para comprar café, acompanhamentos e, claro, bater papo com a moças. O problema é que uma parte da sociedade classifica o café como machista. A dona de uma franquia, Carlie Jo (a moça da foto abaixo), que também veste biquíni, diz o contrário: “o objetivo é empoderar mulheres.”

Café com biquíni: baristas provocam polêmica em rede americana

Machista ou não, o café de Carlie Jo segue aumentando sua clientela, inclusive entre casais que, segundo a dona, não têm nada contra os vestes das baristas. Só que polêmica não termina. O prefeito de uma cidade do Arizona onde o Bikini Beans abriu uma filial tenta impor restrições.

O café não pretende recuar e segue firme à risca sua própria política: “uma mulher pode votar, ser gay, ser líder de sucesso em suas comunidades e até se candidatar à presidência. Temos o direito de trabalhar com graça, confiança e dignidade, não importa se é num paletó formal, de bata ou de biquíni.”