DESIGN

Calote milionário faz maior iate do mundo ser apreendido

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Nem faz muito tempo que a notícia ficou famosa e rodou o planeta. Um multimilionário mandou construir o maior iate do mundo. O barco, chamado simplesmente de “Sailing Yacht A”, ganhou manchetes por suas três piscinas, pelo interior luxuoso, pelo design de Philippe Starck e pelo valor astronômico de mais de US$ 400 milhões. 

Só que essa história parece não estar destinada a um final feliz. O barco, que pertence ao russo Andrey Melnichenko, foi detido perto de Gibraltar. O motivo? A empresa alemã que construiu o iate apresentou uma demanda de 15 milhões de euros.

Não está claro se Melnichenko deu calote em alguém. O que se sabe até agora é que o estaleiro Nobiskrug, onde o iate foi construído, deixou de receber 15 milhões de euros. Uma parcela de 9,8 milhões deveria ter sido paga até 27 de janeiro. Além disso, ninguém foi pago por subcontratações de 2,6 milhões e 2,9 milhões de euros, respectivamente.

Calote milionário faz maior iate do mundo ser apreendido

Tecnicamente, quem deve é uma empresa chamada Valla Yachts Limited. Foi ela que encomendou a construção junto ao estaleiro alemão. Segundo a Valla Yachts, a embarcação passava por testes na costa espanhola quando foi detida. A firma se mostrou surpresa com o ato porque, segundo ela, os valores estavam sendo negociados com o estaleiro.

Em tese, Andrey Melnichenko deveria receber o iate pronto e testado no fim de maio de 2017. Agora, com o problema indo parar na justiça, sabe-se lá quando os tais US$ 400 milhões serão realmente apreciados pelo milionário russo.