OUTROS

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Homem gato não pode ter barriga e pneus. Homem gato não pode ter peitoral gordo e flácido. Homem gato não pode ter papada e nem braços finos e moles. Homem gato é aquele de comercial de cueca Calvin Klein. O resto tenta fazer o que pode.

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

Correto, meninas? Certo, meninos?

Pois é... 

Como se já não bastassem mulheres famintas infelizes e tirando férias no trabalho para fazerem cirurgias plásticas, agora os homens também parecem ser as novas vítimas da ditadura do corpo perfeito (#gésuiz). Hoje em dia não basta ser magro, tem que ser malhado e, de preferência, ter menos de 4% de gordura no organismo. Que sociedade é essa, né?!

Daí que os termos metrossexual, überssexual e até retrossexual não se aplicam mais ao ideal masculino nesta segunda década do milênio. Agora não dá para ser apenas magro e narcisista. Ser magro e cuidar da aparência sem dar na pinta. Ou ser forte e sujeito homem pra KRLHO, feito Javier Bardem.

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

A palavra de ordem agora é SPORNOSSEXUAL. Homem com músculos muito bem definidos, jovem ou que aparente ser assim, super magro e atenciosos ao que come, além de extremamente vaidoso e narcisista, é claro. Mais ou menos, eu diria que é o resultado de todos os outros conceitos anteriores, com um plus de bíceps e peitoral muito bem trabalhados e contornados.

A referência, é claro, costuma estar sempre no futebol, esporte de cabra macho (segunda a máxima: quem não quer confronto vai fazer vôlei, não é verdade?!). E quando falamos em beleza masculina para os homens, estamos falando de Messi? Óbvio que não. Estamos falando de Cristiano Ronaldo (que, aliás, criou a própria linha de cuecas, só para ter motivos - acho - para se fotografar usando as ditas cujas).

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

E essa ola do futebol cresceu tanto que se tornou um tsunami.

Esta tendência de "inchar" os músculos é um fenômeno cultural identificado e definido pelo autor e jornalista Mark Simpson. O termo spornossexualidade é aplicado aos homens que se esforçam sobremaneira para parecerem com desportistas ou estrelas pornô, marcando o próximo estágio na evolução do antigo "metrosexual" (uma palavra que Simpson apresentou para o público em 1994 no jornal britânico "The Independent").

O jornalista começou a escrever sobre a cultura "sporno" em 2006, observando o aumento das imagens hiperssexualizadas e homoprovocativas dos jogadores de futebol e de esportes de impacto como o rugby. 

Houve a marca Dolce & Gabbana que fez um editorial com a Seleção de futebol italiana no chuveiro do vestiário, em 2006 (bom ensaio, profissionalmente muito bem executado). Houve Freddie Ljungberg na capa da revista Attitude, além dos jogadores de rugby francês completamente nus nos calendários da Dieux du Stade (belíssimo ensaio, para falar a verdade). Um incrível trabalho de objetificação do corpo masculino, aos mesmo moldes do par feminino.

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

O spornosexual é uma raça mais extrema do homem do que o seu antecessor metro. Ele é tão musculoso, bronzeado e hidratado, mas mais magro e ao mesmo tempo maior.... Não é obcecado apenas com "boa aparência", mas com as proporções reais físicas de sua estrutura: a estrias do tanquinho no abdômen, aquelas veias saltadas medonhas dos bíceps, a definição das panturrilhas.... Fisiculturismo levado ao homem comum.

O spornossexual se define menos pelas roupas que veste do que pelo corpo, trabalhado especialmente para a praia, a academia, o parque e, especialmente, o Instagram e Facebook. Gente... acho que podemos dizer tranquilamente que o homem entrou em crise.

Essas foram as conclusões do ator e comediante inglês Max Olesker, sobre o Warrior Workout, o programa de exercícios do personal trainer britânico Tim Walker. Olesker embarcou no projeto spornossexual mais pelo trabalho do que qualquer outra coisa. E se sentiu encorajado pelo professor bodybuilder quando ele disse que o corpo que todo o homem busca ainda é o de Brad Pitt em Clube da Luta.

Vocês se lembram de como o maridão de Angelina estava em forma?

Depois de completar as 12 semanas...

Essa nova onda (ou tsunami) dos spornossexuais

Olesker responde se quer se tornar uma dessas pessoas tatuadas que usam camisas gola "V", camisas jutinhas do tipo "mamãe tô forte" e bronzeadas. 

"Não! Definitvamente não. Mas se me perguntam se eu quero sacudir a camada exterior do meu corpo, suave, pastosa que a vida dura de trabalho e indolência me levaram a desenvolver.... Se quero reconhecer e, em seguida, batalhar contra os bracinhos finos, a postura terrível e o intestino preguiçoso que eu certamente ignorei em algum momento nos meus vinte e poucos anos? Se quero mudar tudo isso para me dedicar, descaradamente, ao cultivo de meu físico, mudar radicalmente a minha vida e tentar parecer com (ou, pelo menos, me sentir como) uma combinação completamente inatingível de Cristiano Ronaldo em uma sessão de cueca e Chris Hemsworth como Thor? E tentar parecer com um spornossexual? Sim. Sim eu aceito."

E você, caro colega? Aceita?

----------

Por Pilar Magnavita

#spornossexual #comportamento #gente #corpomasculino #homem #cultoaocorpoperfeito #objetificaçãomasculina