PUBLICIDADE

Esse mercado excluiu produtos importados para mandar mensagem importante

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Você é contra imigrantes? Não gosta de dar dinheiro para estrangeiros?Então experimente ir ao mercado e não comprar nenhum produto feito fora do país! Foi esse cenário que o mercado alemão Edeka criou para seus clientes. Em vez de produtos, os consumidores encontraram prateleiras vazias e cartazes com os dizeres “esta prateleira é entediante sem variedade” e “nossa seleção agora conhece fronteiras.”

Esse mercado excluiu produtos importados para mandar mensagem importante

A intenção do mercado era mandar uma mensagem forte a xenófobos e preconceituosos, criando uma reação visceral. Afinal muitas pessoas têm uma relação emotiva com suas comidas e seus lanches preferidos. Por isso, enfatizando que diversidade é importante, o mercado Edeka fez isso em sua filial de Hamburgo.

Por que Hamburgo? Porque é a segunda cidade mais populosa da Alemanha - fica atrás de Berlim - e tem 15% de estrangeiros entre seus habitantes, mas a situação ficou tensa quando, em 2016, na crise internacional de imigrantes, a chanceler do país, Angela Merkel, abriu as fronteiras alemãs para a entrada de refugiados. Cerca de 890 mil pessoas pediram asilo no país, o que fez crescer o sentimento nacionalista em uma parte da população local.

A campanha funcionou e chamou atenção (afinal, você está aqui, lendo este texto, né?) para a situação, mas também para o mercado, que seu deu bem. Um porta-voz do Edeka afirmou que o local “é sinônimo de variedade e diversidade. Em nossas lojas, vendemos vários alimentos produzido em muitas regiões da Alemanha… Mas apenas juntos, com produtos de outros países, é possível criar a variedade exclusiva que nossos consumidores valorizam. Estamos felizes que esta campanha tenha provocado tantas reações positivas.”