ESPORTES

Gelo no pescoço melhora desempenho no esporte, mas não como você acha

Autor

Quando o circuito mundial de tênis chega ao verão no hemisfério norte, a cena é cada vez mais frequente. Em casa intervalo, tenistas penduram toalhas geladas no pescoço. Você pode pensar que isso ajuda no desempenho porque faz os atletas esfriarem a cabeça ou porque a toalha ajuda a diminuir a temperatura do corpo. Não é bem isso. A toalha gelada ajuda mesmo no desempenho, mas por um motivo diferente e curioso.

Gelo no pescoço melhora desempenho no esporte, mas não como você acha

Um estudo, publicado no jornal Sports, descobriu a eficiência do gelo no pescoço analisando partidas de tênis de mesa, mas afirma que os resultados também se aplicam a outros esportes de habilidade e precisão como o tênis. E a verdade é que a toalha gelada funciona não por baixar a temperatura de alguém, mas por reduzir a sensação termal, enganando o cérebro e fazendo com que ele perceba menos cansaço.

No tênis de mesa, o estudo apontou uma precisão 15% maior nos golpes de atletas que usaram toalhas geladas em comparação com mesatenistas que não se resfriaram.

Gelo no pescoço melhora desempenho no esporte, mas não como você acha

Lindsay Bottoms e Terun Desai, pesquisadores da Universidade de Hertfordshire, acreditam que isso acontece porque o cérebro humano reduz a intensidade de um exercício de acordo com o aumento no cansaço. Isso provoca queda de desempenho em esportes que exigem alta intensidade.

A descoberta mostra que resfriar o pescoço ajuda a manter o desempenho no ápice porque reduz essa percepção por parte do cérebro. Ou seja, a toalha gelada causa um efeito psicológico e não fisiológico.