RELACIONAMENTOS

Marcos diz que Emilly 'não ficou roxa' como se isso amenizasse agressão

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

O cirurgião plástico Marcos Harter, participante do BBB 17, esteve no Superpop, de Luciana Gimenez, e voltou a comentar o episódio com Emilly que terminou com sua expulsão da casa. O cirurgião se defendeu, mas deu uma escorregada nas palavras e acabou não conseguindo melhorar sua situação.

Marcos diz que Emilly 'não ficou roxa' como se isso amenizasse agressão

“Eu passei do ponto, sim. Foi no final de uma festa, eu tinha bebido… Não justifica, mas acho que estava na hora de eu sair”, disse à apresentadora. “Ela não ficou roxa mediante as minhas ações. Lá dentro, a gente tinha várias provas, inclusive mecânicas, prensando a pessoa, provas de resistência mais intensas do que eu imaginava. Volta e meia a gente ficava roxo.”

Traduzindo: Marcos disse que as marcas roxas mostradas por Emilly à polícia não eram por causa dele. Ah, então beleza, né? Se ela não ficou roxa, então a agressão foi besteirinha? Pelo foi isso que ele deu a entender no Superpop.

O cirurgião plástico também culpou a pressão do reality show, a saída do amigo Mamão da casa e conta que tentou terminar o relacionamento com Emilly algumas vezes, mas que isso não aconteceu por causa do confinamento.

A Rede Globo também foi apontada como culpada por Marcos. Ele disse que faltou transparência por parte da emissora e que “enfrentava uma disputa não apenas com os participantes, mas com a produção também. Eu não estava de acordo com a forma com a qual nos tratavam.” O cirurgião afirmou que os outros participantes aceitavam os maus tratos da emissora porque não queriam sofrer a punição que ele sofreu. Coitadinho, não? Agrediu a moça, mas a culpa é da Globo.