OUTROS

Mulheres com alto nível educacional são as que mais bebem, indica estudo

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro
Mulheres com alto nível educacional são as que mais bebem, indica estudo

A ignorância é uma bênção. Talvez seja por isso que mulheres cultas e com alto grau de escolaridade são quase duas vezes mais propensas a beber diariamente. Mas também são as que mais admitem que têm um problema. Um estudo longitudinal (que acompanhou uma geração inteira por décadas) identificou que 71% das britânicas com alguma qualificação profissional bebiam quase diariamente algum tipo de drink. E as que têm escolaridade mais elevada, 86%. 

Até foi encontrada uma ligação semelhante entre nível de escolaridade e consumo de álcool é visto entre os homens, mas a correlação é menos forte: eles são apenas 49% propensos a beber com regularidade durante a semana.

Pode parecer incrível. E é: os resultados vêm de um estudo abrangente realizado na Escola de Economia de Londres em que os pesquisadores acompanharam a vida de milhares de mulheres e homens com 39 anos de idade, todos nascidos no Reino Unido durante a mesma semana em 1970 .

O relatório concluiu: as mulheres com maior nível de escolaridade são as que mais provavelmente irão beber álcool na maioria dos dias e o que indica que as moças mais cultas e inteligentes são também as que mais entornam.

As autoras do relatório, Francesca Borgonovi e Maria Huerta, sugerem várias explicações possíveis por que motivo as mulheres mais inteligentes/cultas bebem mais.

Elas também tendem a ter filhos mais tarde, adiando as responsabilidades da maternidade. E isso permite uma vida social mais ativa, além de ocuparem cargos mais elevados, onde a cultura masculina predomina, normalmente com algum álcool envolvido.

Por ser um estudo de longo prazo (mais de 40 anos!!!), a média de grupos entrevistados variou de tempos em tempos, somando 17 mil pessoas. Tudo foi levado em conta, desde vida profissional até amorosa.

Rapaz, vou confessar: tudo verdade!

----------

Por Pilar Magnavita

#bebida #mulheres #drinks #bebidaalcoolica #bebidaVSeducação #saúdementalfeminina #universofeminino