CURIOSIDADES

Os 10 hits de axé que você não confessa que dançou muito nos anos 90

Yazar
Os 10 hits de axé que você não confessa que dançou muito nos anos 90

Tive um colega de turma de escola que costumava fazer parte da nossa turma de bairro. Éramos chegado numa guitarra mais pesada, um som mais contundente, umas letras mais dramáticas mesmo. O nome do estilo era Metal, quando ainda se fazia bons melódicos no Brasil. Eram os anos 90 e nossa realidade estava para ser modificada com a chegada de um batuque meio baiano, olodunizado, cheio de gritos incompreensíveis e carregados de sotaques regionais. Era o axé, que chegava para disputar a juventude com o Funk carioca, as baladinhas paulistas e o pagodinho sem vergonha dos numerosos grupos que se formavam em bar. E esse meu amigo mentia para a gente sábado sim, sábado não, porque deixava de sair conosco para as noites metálicas em busca de um furdúncio na baladas baianas.

O que o rapaz não sabia é que TODOS nós do grupo de rock tínhamos nosso lado negro da força. Negro, sim, de raiz e muito axé! Porque eram nessas baladas regadas de música baiana que tínhamos a interatividade com o sexo oposto que o Metal quase nunca proporcionava. Ao menos isso era assim no Rio de Janeiro dos anos 90.

A modinha do axé passou, Ivete se tornou nossa Madonna mais que brasileira nos encantando com seu vozeirão poderoso e carisma incrível, Daniela virou sinônimo de força, talento e feminismo, e as bandinhas da época se acabaram com o fim da moda. QUASE todas. As danças eram muito eróticas, objetificavam as mulheres e as letras eram sempre de duplo sentido. E quem não era do pagode ou do axé, não curtiam esses estilos de maneira alguma. Ao menos não publicamente... 

É por isso que hoje pouca gente confessa que dançou e se esbaldou nos hits que fizeram história de toda uma geração. Quem não conhece a coreografia da Dança da Manivela? Carrinho de Mão? Segura o Tchan, meu Deus?! Ah... você não foi jovem nos anos 90 se não se acabou com esses passinhos. Eu, por exemplo, achei que o ano de 1997 nunca fosse acabar...

#1 Pau que Nasce Torto / Gera Samba (Melô do Tchan, 1995) 

#2 Boquinha da Garrafa / Companhia do Pagode (1995)

Na verdade, a música é de Diumbanda, que saiu do Gera Samba e foi para a Companhia do Pagode. Por isso você conhece a dancinha e a melodia assim:

Do grupo Gera Samba saiu o Terra Samba, com alguns outros hits que você não confessa que dançou muuuuuuuito.

#3 Carrinho de Mão / Terra Samba (1998)

#4 Dança da Vassoura / Molejo (1997)

#5 Sanduíche / Companhia do Pagode (1998)

#6 Ralando o Tchan / É o Tchan (antigo Gera Samba, 1997)

#7 Dança da Manivela / Asa de Águia e coreografia de Axé Bahia (1997)

#8 Dança do Vampiro / Asa de Águia e coreografia de Axé Bahia (1997)

#9 Música da Raimunda / Gang do Samba (1997)

#10 Psiu Psiu / Companhia do Pagode (1999)

#música #axé #anos90