CURIOSIDADES

Os 7 hábitos de Natal mais estranhos do planeta

Autor

Árvore cheia de presentes e luzinhas, aquele .mp3 da Simone rolando em loop, tender com farofa na ceia… Cada casa tem seus costumes natalinos, mas de modo geral a rotina é mais ou menos a mesma nas famílias que comemoram o Natal aqui pelo Brasil. Mas se engana quem acha que é assim no mundo inteiro. O que mais tem por aí é hábito esquisito (para os nossos padrões, claro). Quer ver alguns?

1. Krampus na Áustria

Os 7 hábitos de Natal mais estranhos do planeta

O Krampus é uma espécie de Papai Noel do Mal, um demônio que pune as crianças más - o oposto do Papai Noel, que dá presentes para quem se comportou bem. Na Áustria, homens se vestem de Krampus e vão às ruas assustar criancinhas. A Noite de Krampus é comemorada no dia 5 de dezembro.

2. Vassouras na Noruega

Diz-se na Noruega que a véspera de Natal coincide com a chegada de espíritos maus e bruxas. Por isso, é costume esconder todas as vassouras da casa antes de dormir.

3. KFC no Japão

Os 7 hábitos de Natal mais estranhos do planeta

Estrangeiros têm dificuldade de encontrar frangos e perus no Japão, então os restaurantes da rede KFC ganharam popularidade no Natal. Nos anos 1970, uma grande campanha de marketing da empresa praticamente criou uma tradição no país, e hoje em dia uma visita ao KFC é quase obrigatória na data. As casas da rede até recebem pedidos com antecipação.

4. Aranhas na Ucrânia

No Natal ucraniano, é costume decorar árvores com uma aranha artificial e uma teia para dar boa sorte. A origem da tradição está na história de uma mulher pobre que não tinha dinheiro para decorar sua árvore. Ela acordou na manhã de Natal e encontrou a árvore coberta por uma linda teia brilhante, deixada por uma aranha.

5. Picles nos EUA

Os 7 hábitos de Natal mais estranhos do planeta

Árvores de Natal nos EUA costumam ter picles pendurados entre as decorações. A lenda diz que isso começou porque na Guerra Civil, o recruta John C. Lower foi capturado em abril de 1864 e implorou aos guardas por picles. Um guarda fez a vontade do prisioneiro, que disse que aquilo salvou sua vida. Depois daquilo, Lower começou a tradição de esconder picles na árvore de Natal.

6. Cagões em presépios

É um hábito da Catalunha, mas também praticado em partes da Itália. Não se sabe por que, mas presépios na região são decorados com uma pessoa fazendo cocô. Esse personagem pode estar em destaque na cena ou mais ao fundo, quase imperceptível, mas sempre tem alguém defecando em algum lugar.

7. Tronco cagão na Catalunha

Os 7 hábitos de Natal mais estranhos do planeta

Essa tradição catalã requer a montagem de um “personagem” sorridente em um pedacinho de tronco de árvores. É o “Tió de Nadal” ou “caga tió”, que significa “tronco cagão”. As pessoas alimentam o tronco todas as noites para que no dia de Natal ele defeque presentes. É sério.