BEM-ESTAR

Ouro pode ser usado contra o câncer, sugere estudo

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Partículas microscópicas de ouro podem ser usadas em tratamentos contra câncer. Pelo menos é isso que afirmam cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia. Eles acabaram de publicar os resultados de uma pesquisa que mostra que o ouro aumentou a eficiência dos remédios usados para combater células de câncer nos pulmões.

Ouro pode ser usado contra o câncer, sugere estudo

O ouro é um elemento químico com a capacidade de acelerar ou catalisar reações químicas. No caso específico dessa pesquisa, nanopartículas de ouro foram inseridas em um aparato químico pelo time de cientistas. O aparato, então, foi implantado no cérebro de um peixe-zebra. Como resultado, os pesquisadores descobriram propriedades do ouro que permitem que essas capacidades catalisadoras sejam utilizadas em seres vivos sem efeitos colaterais.

Agora falta testar o método em humanos. Os cientistas esperam que um dia o ouro possa ser utilizado para reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia. Isso aconteceria porque aparatos semelhantes poderiam ser implantados em humanos. Assim, a quimioterapia seria ativada diretamente nos tumores, sem afetar órgãos saudáveis.

Segundo o Dr. Aine McCarthy, assessor de imprensa do instituto de pesquisa contra o câncer do Reino Unido, o Cancer Research UK, os próximos passos serão verificar se o método é seguro para uso em seres humanos, quais são seus efeitos colaterais em curto e longo prazo, e se será um método melhor para combater o câncer.