ENTRETENIMENTO

Silicon Valley termina temporada em alta apesar de perder personagem forte

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Silicon Valley continua a ser a mais brilhante das subestimadas séries de humor. Em sua quarta temporada, a obra-prima do produtor-executivo Alec Berg continua a refletir de maneira gloriosa o efeito que a região do Vale do Silício, terreno fértil de startups e capital mundial da tecnologia, tem nas pessoas (A PARTIR DAQUI, HÁ SPOILERS - CONSIDERE-SE AVISADO!!!).

Silicon Valley termina temporada em alta apesar de perder personagem forte

A última sequência de dez episódios registrou a mudança gradual nas atitudes de Richard Hendricks (Thomas Middleditch), o ex-atual CEO de Pied Piper. O garotão quase ingênuo e bem intencionado que começou a temporada com um ideal generoso - uma nova e descentralizada internet - foi, aos poucos, se transformando em um líder inescrupuloso e maquiavélico que acredita que vale tudo para um final feliz.

A quarta temporada não fugiu de um problema recorrente da série: tudo na série acontece em ciclos desde sempre. Você acha que a turma de Pied Piper vai conseguir dinheiro ou um megacontrato, aí acontece algo que muda tudo e coloca a empresa no buraco outra vez. Foi assim mais uma vez com o personagem de Keenan Feldspar (Haley Joel Osment - sim, o garotinho de “Sexto Sentido” cresceu!).

Mesmo assim, Silicon Valley conseguiu caminhar com um objetivo. Sem deixar de lado os textos bem escritos para tramas envolvendo personagens deliciosos como Gilfoyle (Martin Starr), Dinesh (Humail Nanjiani) e Jared (Zach Woods), a série foi retratando, um episódio após o outro, a mudança de Hendricks e desenhando o cenário para uma promissora quinta temporada com uma batalha série entre Pied Piper e Hooli. A cena derradeira, com Hendricks e Gavin Belson (Matt Ross) colocando as cartas na mesa, foi um final apropriado, mostrando que Silicon Valley ainda tem muito fôlego.

É de se lamentar apenas a saída de Erlich Bachman, talvez o personagem mais bem desenvolvido na série, graças ao talento cômico de T.J. Miller. O ator não aceitou um papel reduzido para a próxima temporada e preferiu sair, dando entrevistas que sugeriram atritos internos com Middleditch e Berg. Pelo menos conseguiram uma saída digna para Erlich, que ficou em uma cabana fumando ópio no Tibete.