TV

Um processo pode causar problemas para Jaime Lannister na imigração americana

Autor

Era, aparentemente, mais uma questão a ser discutida entre advogados. E uma disputa bem comum até. Nikolaj Coster-Waldau, o Jaime Lannister de Game of Thrones, demitiu sua empresária e foi resolver em uma arbitragem o quanto ainda precisa pagar de comissão. Só que o dilema, que começou apenas por questões financeiras, pode deixar o ator em maus lençóis com a Imigração americana.

Um processo pode causar problemas para Jaime Lannister na imigração americana

Coster-Waldau abriu a queixa contra a empresária Jill Littman e a empresa Impression Entertainment. Até aí, tudo bem. O problema é que Littman, em sua defesa, apresentou um documento que, segundo ela, determinava como a empresária e a agência seriam pagas pelo ator. E o acordo estipulava que a Impression patrocinaria o pedido de visto de trabalho de Coster-Waldau, que é dinamarquês. Aí é que o problema fica sério.

O advogado do ator alega que o tal contrato, assinado com a Impression em 2011, era apenas de fachada e que a agência convenceu Coster-Waldau a assinar apenas para que o documento fosse apresentado junto com o pedido de visto. Por outro lado, o advogado de Littman afirma que se isso for verdade Coster-Waldau cometeu fraude de imigração, já que seria um documento falso entregue à imigração americana.

Para a sorte de Coster-Waldau, o juiz da arbitragem, Mark Mooney, determinou que o caso da imigração não deveria ser debatido nessa instância. Ele se concentrou na questão financeira - a origem da disputa. O problema agora é que a história do tal contrato veio a público. E pode ser que a Imigração bata na porta do ator qualquer dia desses para esclarecer a coisa…