OUTROS

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

Alexandre Ribeiro
Author
Alexandre Ribeiro

Estava eu revirando a internetchy quando me deparei com essa incrível notícia:

Gente, caí dura! O coração acelerou, as mãos tremeram, o ar faltou... Até o tempo fechou aqui em casa, esfriou e choveu! Foi como se Deus falasse comigo: “filha, vai que é tua!”. Como se Ele tivesse feito essa lindeza só para mim.

Mas não, não foi Ele. 

Foi a vinícola italiana Matteo Correggia, da região Canale d’Alba, que anunciou o projeto LibrottigliaO nome sugestivo da linha de produtos vem da união de duas palavras em italiano: libro (livro) e bottiglia (garrafa).

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

O que é isso? É um livreto no rótulo de vinho. É redenção para um dia bom de frio, depois de uma semana de muita correria. Essa belezura de ideia foi desenvolvida pela agência de design Reverse Innovation e tem como principal objetivo a junção entre degustação de vinho e leitura.

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

Para cada tipo de vinho, um estilo de história. Claro! Uma espécie de harmonização eno-literária. As características de cada vinho são combinados a um gênero narrativo para criar uma experiência maravilhosa. Os livros de tamanho compacto são os rótulos das garrafas de 375 ml e possuem um formato minimalista e contemporâneo. 

Foram escolhidas três histórias, todas impressas em italiano (até agora):

#1 "Tia amo, Dimeticami ("Te amo, esqueça-me", em português), da autora brasileira Regina Nadaesque narra uma paixão intensa. O conto harmonizou-se com o incrível nebiolo da região Roero, em Piemonte.

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

#2 "L'omicidio" ( "Assassinato"), do jornalista e humorista italiano Danilo Zanelli, é um mistério tingido com humor, que combina com o espírito fresco e leve do branco Roero Arneis, também típica de Piemonte.

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

#3 O cantora e escritora Patrizia Laquidara é autora de "La Rana nella Pancia" ( "O Sapo na Barriga"), uma fábula intrigante que complementa a personalidade incomum do Anthos. É um tinto seco, feito de Brachetto, uma uva usada comumente para espumantes leves e frutificados com outros aromas, mas que, nas mãos dos mestres enólogos da Matteo Correggia, se tornou uma bela obra de arte de sabor.

Um vinho para ler ou um livro para degustar? Queremos as duas coisas!

Os vinhos ainda não foram precificados e vendidos ao público. No site da Librottiglia, é possível reservar a "trilogia" e aguardar a chegada dos vinhos ao mercado.

----------

Por Pilar Magnavita

#enoliteratura #literatura #vinho #degustação #matteocorreggia #vinhoitaliano #literaturaetílica #docevita