RELACIONAMENTOS

Cena de sexo lésbico em Malhação levanta revolta na internet

Bapho Cabeça
Autor
Bapho Cabeça
Cena de sexo lésbico em Malhação levanta revolta na internet

Parece que Malhação resolveu declarar guerra ao pensamento conservador. A novela vai transmitir pelos próximos dias a primeira cena de sexo lésbico em mais de 20 anos de história. Além da ansiedade para finalmente assistir, também já ficou claro que a cena será tão tímida quanto o beijo de Lica e Samantha, já que o horário e o tipo de novela não permite nada mais ousado.

A reação exagerada e negativa dos internautas mostra dois pontos muito importantes: ninguém entendeu que adolescentes faz sexo ativamente e que meninas fazem sexo entre si.

4E28D014-C74B-4C11-9761-177E0F54CAA4
4E2DB745-19DC-4D54-BEBD-E390DDDF5678

A herotização de relacionamentos LGBTQ

Lembram do filme Azul é a cor mais quente? Pois é, ele aparentemente teve aderência até da parcela conservadora pois continha uma herotização pesada das relações lésbicas. Uma das personagens, Adele, também era adolescente e tem umas das cenas de sexo explícito mais “cotadas” entre o público.

Parece que para fins recreativos o sexo é aceito entre pessoas do mesmo gênero, afinal, é um dos pontos mais idolatrados da pornografia. Mas um relacionamento incomoda, bate no tradicionalismo e nos faz falar que a TV está perdendo o “respeito”, algo que TV alguma nunca teve, e na verdade, agora que está começando a praticar.

Não posso me apropriar de uma questão que não vivo sendo heteronormativa, mas acompanhando a luta de algumas amigas, percebo que a luta lésbica ainda é muito invisibilizada dentro do próprio movimento. Como estamos falando da mulher, adiciona-se uma dose boa de machismo, sendo relatado no mundo inteiro estupros corretivos e violências severas.

Cena de sexo lésbico em Malhação levanta revolta na internet

A sexualidade do adolescente

Sabe aquele papo de só namorar depois que terminar a faculdade? Tenho uma notícia: isso não vai acontecer provavelmente. Adolescente estão com os hormônios em ebulição e descobrindo as facetas da própria sexualidade. É normal e bom que eles explorem isso - sempre de forma segura e com consentimento.

Mas é melhor que eles possam viver, dialogar e ponderar sobre tais experiência num espaço seguro antes de começarmos a falar de camisinhas ou métodos contraceptivos. Vivências nessa primeira fase podem assombrar durante toda uma vida, refletindo em aspectos importantes da vida do indivíduo.

E você, ansioso para esse passo que Malhação irá dar? Deixe sua opinião nos comentários.