CELEBRIDADES

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Bapho Cabeça
Autor
Bapho Cabeça
Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Quando criança eu li uma historinha da turma da Mônica em que contavam um causo de um homem que ficou muito rico, mas a riqueza veio acompanhada de uma grande tristeza.
A história era basicamente assim: Um homem ganhou na loteria e construiu uma baita casa enorme, assim ele poderia viver feliz com a sua família. Mas tudo mundo quando um dia ele perdeu sua esposa e filhos entre a cozinha e a sala de jantar, de tão grande que era a casa. Isso aconteceu porque ele não quis repassar uma corrente daquelas que dize que dá azar se não passar adiante.

É claro que é uma história falsa que contaram para assustar a turma da Mônica e fazê-los passarem as correntes adiante. Mas é possível tirar duas lições desse causo inventado. A primeira lição: nem sempre dinheiro garantirá felicidade; segunda: a ganância faz mal.

Com a história acima podemos entender que nem sempre dinheiro traz felicidades. Mas nem sempre as coisas são engraçadas como é na Turma da Mônica. Muita gente fica tão distante do sentimento de felicidade que acaba não aguentando todos os fardos do mundo e têm finais trágicos.
E quando você sofre de problemas que ausentam os sentimentos bons do seu mundo, nem toda a grana do planeta é capaz de salvá-lo. Há diversos casos de artistas com muito dinheiro que acabaram se matando de por conta de depressão e coisas do tipo.
Nem sempre ter um conta bancária gorda te faz feliz de todo. Além disso, há quem não veja sentido em viver mesmo com muita fama e grana.

Aqui vão alguns casos de famosos que mostram que dinheiro não é tudo no mundo:

Chorão

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Chorão

O vocalista da banda Charlie Brown Jr. tinha uma relação complicada com as drogas. Ele sempre teve uma vida difícil desde criança. Em 1992 formou a banda de rock e durante toda a vida teve momentos de altos e baixos com o restante do grupo. Ele se envolvia em polêmicas de brigas com fãs e com pessoas que não gostavam do som de sua banda. Sempre foi uma pessoa desequilibrada psicologicamente, e não foi o dinheio, muito menos a fama que fez isso mudar. Em março de 2013 o cantor se matou.
O corpo de Chorão foi encontrado no apartamento que ocupava esporadicamente no bairro de Pinheiros, em São Paulo. Segundo a polícia, que descartou inicialmente a hipótese de homicídio, o apartamento encontrava-se em grande desordem, com garrafas vazias de bebida, embalagens de remédios e marcas de sangue.
O delegado Itagiba Franco afirmou que Chorão passava por uma depressão devido à separação da mulher, a estilista Graziela Gonçalves. A morte foi causada por uma overdose de cocaína.

Keanu Reeves

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Keanu Reeves em uma foto que deu origem ao meme "Sad Keanu" (Keanu triste, em português).

Em entrevista à revista “In Touch”, o ator Keanu Reeves, 44 anos, contou que precisou de tratamento psicológico para superar a depressão quem sentiu ao comemorar 40 anos.

“Passei por uma crise existencial, como é comum, quando fiz 40 anos. Era como se alguém tivesse ligado um interruptor, e eu só superei com a ajuda de um psicólogo”

O ator que fez muito sucesso com filmes como Matrix também passou por momentos de muita dificuldade psicológica em 2001 quando perdeu sua esposa Jennifer Syme em um acidente de carro. A morte dela aconteceu meses depois de perder uma filha que o casal estava esperando.

Robin Williams

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Apesar de sempre nos fazer rir, Robin Williams nem sempre esteve tão feliz como parecia.

Outro que tinha uma relação frágil com vícios. O ator e comediante já foi viciado em cocaína e álcool. Ele lutava também contra a depressão, mas não foi a causa da morte. Williams foi encontrado inconsciente em sua casa, em Paradise Cay, Califórnia, por volta do meio-dia no dia 11 de agosto de 2014. A causa de morte foi asfixia devido a enforcamento. As investigações da polícia norte-americana levaram a concluir que o ator teria cometido suicídio. Sendo que ele cometeu o suícidio por conta das fortes alucinações da doença conhecida como demência com corpos de Levy, que rapidamente se alastrou e só foi descoberta após a autópsia.

Chester Bennington

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Chester Bennington.

Ele lutou por anos contra drogas e álcool, e disse em uma entrevista no ano passado que já havia pensado em suicídio porque foi abusado quando criança, por um homem mais velho. Além disso, ele sofria muito com nervosismo e crises de ansiedade.

Aqui chegamos a um ponto frágil. A beleza pode ter diversas interpretações, não existe um padrão universal de beleza. Cada pessoa tem para si uma visão do que é belo. É certo, porém, afirmar que grande parte da população tem uma visão e um padrão de beleza que é o mesmo que a mídia vende.
Atualmente, no ocidente, o "padrão" vendido pela mídia é de mulheres magras, de pele e olhos claros e tudo mais. Bom, é só ligar a televisão que vemos o que é interessante para o capitalismo manter como "padrão". No caso dos homens, é necessário ser musculoso, com barba, alto. É claro que há diversos padrões que interessam para o capitalismo. Conforme as indústrias percebem que uma determinada vestimenta de um povo da África vende bem, logo colocam isso como padrão e passa a ser desejo da grande massa. Isso tudo é só um resumo bem de longe sobre como funciona a manipulação de ideais de beleza.

Ideais de beleza < era justamente a essa palavra que eu queria chegar. Perseguir um ideal já é uma ideia furada justamente por ser um "ideal". Não entendeu?
Veja bem: para Platão havia diferença entre o mundo real x mundo das ideias. Fazendo uma analogia por mera questão didática: vivemos em um mundo real, com coisas imperfeitas; em um mundo ideal temos os modelos "perfeitos".
Isso é uma forma grosseira de tentar mostrar as questões do mundo sensível (o mundo concreto no qual vivemos) e o mundo das ideias — eidos, em grego. Recomendo, para quem quiser saber mais a fundo sobre o assunto, que leiam Timeu de Platão.

Agora, depois de mostrar tudo isso, posso dizer o que queria. Não existe beleza ideal. Mas muitos famosos, ao tentar atingir um padrão intangível, acabaram por deformar seus corpos de uma forma esquisita — mas tudo bem se eles se sentiam bem com isso, não estou aqui para julgar ninguém.
Por isso selecionei essa lista (com base no site pop tudo) de pessoas ricas e famosas que tentaram tanto que ficaram um tanto quanto esquisitas para os "padrões" que a galera tenta atingir.

Jocelyn Wildenstein

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Jocelyn Wildenstein

Jocelyn Wildenstein é uma socialite suíça, que, de acordo com o site poptudo, ficou conhecida na mídia por ser obcecada por cirurgias plásticas, chegando a gastar mais de 4 milhões de dólares. Vai entender…

Shane Macgowen

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Shane Macgowan

Há ainda os que acabam ficando "diferentes" por não ligarem para padrões (e nem para a saúde). Um exemplo é o cara aí da foto, o líder da banda irlandesa de rock The Pogues, Shane Macgowan é alcoólatra e tem essa aparência bizarra que você está vendo, sem dentes e podres, ainda por sinal.

Michael Jackson

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Michael Jackson

Um dos maiores ícones da música pop do mundo, Michael Jackson foi e ainda é referência como um grande artista. Mas, em relação a sua aparência, Michael fez questão de mudar as suas origens: fez diversas plásticas no nariz e na face, alisou os cabelos e, devido a sua doença, vitiligo, fez clareamento de pele para acelerar o processo. Porém, os resultados foram drásticos, tornando-o um homem artificial em sua aparência.

Dinheiro traz beleza? E felicidade?

Por isso o melhor é sempre tentar se aceitar. E nos casos de depressão, é sempre importante procurar ajuda médica e psicológica.