CELEBRIDADES

Entenda porque Anitta não apoia as mulheres brasileiras em Vai Malandra

Autor
Entenda porque Anitta não apoia as mulheres brasileiras em Vai Malandra

Você já assistiu o novo clip da Anitta? Vai Malandra chegou chutando algumas portas, com a cantora rebolando o bumbum sem ajustes, com celulite e estria, além de uma visão completamente não higieniza das favelas do Rio de Janeiro.

Vamos avaliar porque esse novo clip e música não apoia as mulheres brasileiras?

4E28D014-C74B-4C11-9761-177E0F54CAA4
4E2DB745-19DC-4D54-BEBD-E390DDDF5678

Uma visão estratégica da própria carreira

Quantas cantoras conseguiram emplacar o pódio de diva da música mundialmente conhecida? Temos rainhas daqui como Ivete, mas nenhuma que possamos chamar de Beyoncé, certo? Anitta começou como MC do funk, uma jovem num meio muito machista sim, com um tipo de gênero musical marginalizado no Brasil.

Com uma pegada mais POP, ela foi pro samba, se meteu na música eletrônica, desceu até o chão na onda de música latina que varreu o mundo da música com Despacito. Por fim, chega em Vai Malandra, misturando várias coisas mas sem deixar de tirar o foco do funk.

Isso requer muita visão estratégica da própria carreira e muita coragem para segurar o mundo de críticas. Lembre-se que o meio musical tem a fama de ser cruel com as mulheres todas dentro do "padrão", imagine uma Anitta que rebola o bumbum na sua cara?

4E28D014-C74B-4C11-9761-177E0F54CAA4
4E2DB745-19DC-4D54-BEBD-E390DDDF5678

A favela como ela é

Quais são as imagens que chegam na sua cabeça quando pensa numa favela no Rio? Primeiro um tiroteio e depois aquelas visões panorâmicas de um dia ensolarado, passando por aquelas construção, sem chegar nos detalhes. Às vezes temos uma visão mais ou menos real, mas sempre com personagens ora violentos, ora muito engraçados. É né: bandido ou palhaço.

No fundo sempre tem o mar azul do Rio e alguma avenida de rico. Não, em Vai Malandra temos a favela como é: um dia nublado onde o calor é intenso, as lajes, as piscinas improvisadas porque é muito difícil chegar na praia quando você vive na favela sim. Mulheres se vestindo como querem e gostam, galinhas correndo, moto, bilhar, tênis e sunga, as marquinhas feitas com fita.

Entenda porque Anitta não apoia as mulheres brasileiras em Vai Malandra

Toda mulher que rebola é indecente?

Vamos para uma grande informação: mulheres possuem celulite e estria. As mais malhadas, as não malhadas, não importa, faz parte da estrutura corporal. Se você não vê isso em capas de revista, é porque trataram a imagem até transformar a pele em uma folha de sulfite.

Então o fato de Anitta descer até o chão e andar rebolando mostrando sua bela bunda sem tratamento de imagem, que bom! Espero que todas façam isso. Nosso corpo tem sido capitalizado pela indústria faz décadas e se faz parte do trabalho explorar essa estética com consentimento, controle e porque sim, funciona, qual seria o problema?

Nós somos objetificadas não importa se usamos burca, a regra é que se deu errado a culpa é da mulher. Então não, Anitta não está apoiando as mulheres brasileiras apenas, ela está apoiando a favela, o funk, desfazendo o ideal do corpo perfeito.

Entenda porque Anitta não apoia as mulheres brasileiras em Vai Malandra

Vai Malandra!

É preciso uma quantidade grande de coragem, estratégia, visão global e talento real para trilhar o caminho que Anitta tem feito no último um ano. Com Vai Malandra ela enfia a bandeira brasileira nos grandes hits, além de sim, levar o funk para fora com uma visão estatética real, não higienizada, sem preconceito e sim, rebolando o bumbum.

Não é apenas sobre mulheres, é sobre a música brasileira, a visão que temos das favelas, a visão de que tudo que se cria lá não é bom. Sabe o preconceito de pobre? De negro? Sacudindo as trancinhas, com uma bota da bandeira do Brasil e entonando Não vou mais parar, você vai aguentar podemos dizer sim, ok, Vai Malandra!

E você, o que achou? Deixa seu comentário aqui. :)

Perfil do Autor

Entenda porque Anitta não apoia as mulheres brasileiras em Vai Malandra