AMOR

15 divórcios de famosos que viraram guerra

BingeWatchMe
Author
BingeWatchMe
15 divórcios de famosos que viraram guerra

É sempre meio triste quando um amor se acaba, mas a gente estaria mentindo se não admitisse que é um *pouco* divertido acompanhar um divórcio repleto de barracos. Seja no Brasil ou lá fora, exemplos não faltam de casais famosos em que os ex-parceiros fizeram de tudo para acabar com a vida do outro. Vamos relembrar os casos mais marcantes:

Charlie Sheen e Denise Richards

Os atores foram casados por quatro anos até Denise Richards não aguentar mais o comportamento paranoico e abusivo de Sheen, além de seu vício em drogas, prostitutas, apostas e pornô envolvendo menores de idade. Richards conseguiu na Justiça a guarda total dos filhos e uma ordem de restrição impedindo que Sheen se aproximasse de toda a família. 

E a história não para aí: quando Sheen teve uma separação ainda mais turbulenta com Brooke Muller, Denise aceitou cuidar dos gêmeos do casal! Depois abriu mão deles, porque eram muito violentos. No fim das contas, Muller ficou com os dois filhos e se juntou a Richards no ano passado para uma ação conjunta contra Sheen por falta de pagamento de pensão.

Dado Dolabella e Viviane Sarahyba

Após ter sido acusado de agressão por Luana Piovani (e posteriormente condenado), Dolabella começou um relacionamento com Viviane Sarahyba em 2009. Em poucos meses, ela engravidou e eles se casaram. Porém, Sarahyba percebeu que havia entrado em uma cilada quando ficou cuidando da criança, enquanto Dado curtia a vida. Assim como Piovani, ela o acusou de agressão, mas ele foi absolvido neste caso por falta de provas.

Johnny Depp e Amber Heard

Mais um divórcio, mais uma denúncia de agressão. Após só 15 meses de casamento, Heard saiu de casa e fez a denúncia contra Depp, com uma foto das marcas em seu rosto. Um vídeo de Depp jogando uma garrafa de vidro no chão enquanto gritava com a ex-esposa também vazou. No entanto, este caso não chegou a virar uma guerra na Justiça. Após negociações privadas, o divórcio foi finalizado e Heard retirou a queixa contra Depp. 

Fábio Jr. e Mari Alexandre

Com muito mais divórcios na vida do que Ross Geller, Fábio viveu o mais tumultuado de todos com a modelo Mari Alexandre. Foram três anos de união, com um filho, e Mari só soube que estava separada quando Fábio disse isso para a imprensa. Depois se soube que a modelo brigava constantemente com Fiuk (filho de Fábio) e chegou a acusá-lo de agressão. Resultado: Mari ficou proibida judicialmente de falar o nome "Fábio Júnior" e diz que o cantor não liga para o filho que eles tiveram.

Kelly Key e Latino

Já começou errado: Kelly tinha apenas 13 anos (sim, TREZE) quando iniciou um namoro com Latino, então com 24 anos. Ele ajudou a lançar a carreira musical dela, mas a briga após a separação envolveu tudo: acusação de traição, briga pela guarda da filha e até pelos direitos autorais das músicas dela.

Brad Pitt e Jennifer Aniston

Pitt traiu Aniston da forma mais pública possível: meses após filmar "Sr. e Sra. Smith" com Angelina Jolie, ele se separou da atriz de "Friends". Pior: Pitt e Jolie assumiram o namoro pouco depois e ele adotou os filhos dela. Aniston foi diva durante todo este processo e evitou detonar os dois na mídia, mas praticamente o mundo inteiro virou advogado dela.

Brad Pitt e Angelina Jolie

Parece que o jogo virou, não é mesmo? Após mais de 10 anos e inúmeros filhos, Angelina Jolie pediu o divórcio de Pitt e ainda envolveu a polícia no meio. Vazou na imprensa (pela advogada de Jolie) que Pitt abusava do álcool e da maconha e teria sido agressivo com Maddox, o filho mais velho. Ela pediu a custódia total das crianças, depois permitiu que ele os visitasse com acompanhamento de psicólogos e, enfim, os dois decidiram tratar de tudo de forma privada, sem vazar mais histórias na imprensa ou lutar judicialmente.

Alexandre Pato e Sthefany Brito

Parecia um conto de fadas, mas virou um pesadelo. Sthefany largou sua carreira (meio) promissora como atriz para se casar com o jogador de futebol e se mudar para a Itália. Chegando lá, eles acabaram vivendo vidas separadas. Enquanto ele viajava sempre e saía direto, ela ficava em casa sem amigos e acabava fazendo muitas compras. Resultado: divórcio com troca de farpas e Brito pedindo uma pensão altíssima, já que havia aberto mão de sua carreira pelo casamento.

Pedro Bial e Giulia Gam

Mais um caso que envolveu acusação de agressão. Gam não quis dar detalhes, mas deu a entender o que aconteceu com a frase "posso dizer que a história é muito pior do que você possa imaginar, por isso não vou falar". O que se sabe é que Bial esmurrou a porta da casa da mãe da atriz quando foi impedido de entrar. Eles brigaram pela custódia do filho, que atualmente tem 19 anos.

Kim Kardashian e Kris Humpries

Quando as Kardashians já eram populares, mas ainda não frequentavam a altíssima sociedade, Kim resolveu se casar com o jogador de basquete Kris Humpries. No entanto, a união durou apenas 72 DIAS. Sim, menos de três meses. Mas Humpries não deixou barato e falou publicamente que o relacionamento era uma farsa das Kardashian para aumentar a audiência do programa delas e que foi usado para isso. Eles só se resolveram na Justiça dois anos depois, quando Kim já estava grávida de Kanye West.

Chiquinho Scarpa e Carola Oliveira

Ninguém acreditou muito neste casamento desde o início e a resolução foi tão barraqueira quanto esperávamos: Carola foi acusada de ser prostituta de luxo e rebateu afirmando que pegou Scarpa com dois homens na cama. Ela faleceu em 2011 por complicações da diabetes.

Adriana Bombom e Dudu Nobre

Neste caso, não houve acusação de agressão, mas todos os outros motivos foram os mesmos de sempre: ela disse que ele a traía, Dudu falou para a imprensa que comprou uma caminhonete para ela como compensação e ela negou isso, e houve briga pela custódia das filhas e por um apartamento que eles tinham juntos. As notícias mais recentes não são das melhores: Bombom esqueceu as filhas em um churrasco e Nobre viajou para o Caribe no dia em que devia buscá-las na escola.

Alec Baldwin e Kim Basinger

O divórcio dos dois atores em 2001 foi pesado, especialmente na parte da custódia da filha Ireland. Basinger divulgou áudios de Baldwin xingando-a no telefone para a criança - e foi obrigado a ir a aulas de "anger management" (contenção de raiva) e "parenting", para aprender como ser um bom pai. 

Daniele Winits e Cássio Reis

Foram só dois anos de casamento, com um filho, e a imprensa fofoqueira dizia que Winits estava traindo o marido com Jonatas Faro. Para a surpresa de absolutamente ninguém, ela foi flagrada aos beijos com Faro poucos meses após se separar de Reis. Os ex-cônjuges se dão mal a ponto da criança ter duas festas de anivesário separadas.

Príncipe Charles e Princesa Diana

Impossível não fechar esta lista com o maior divórcio de todos os tempos. Diana não só teve a coragem de se separar de um herdeiro do trono britânico, mas também de dizer publicamente que Charles tinha um relacionamento com Camilla Parker-Bowles. Eles só se divorciaram quatro anos após a separação e Diana acabou morrendo em um acidente de carro um ano depois.