A fama pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A fama pune
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A fama pune
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Há 20 anos, Ellen assumiu que era lésbica e foi duramente criticada por isso

BingeWatchMe
há 6 meses1.5k visualizações

RESPECT.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Há 20 anos, Ellen assumiu que era lésbica e foi duramente criticada por isso

Como o ex-presidente Barack Obama (#voltaobama) disse no final do ano passado, ao dar a Medalha da Liberdade para Ellen DeGeneres, sua coragem ao se assumir lésbica em 1997 foi um ato de coragem de um tamanho que ainda não conseguimos dimensionar. E a comediante está comemorando o aniversário de 20 anos deste grande gesto com todas as honras necessárias.

O episódio em que Ellen saiu do armário, através de sua personagem, foi assistido por 42 milhões de pessoas e se chamou "O Episódio do Ursinho" por um motivo: quando a artista deu a ideia de revelar que seu alter ego era lésbica para explicar por que ela não saía com ninguém há anos, os executivos da emissora responderam que era melhor "dar um ursinho a ela, porque ela não vai se assumir".

Como mulher foda que é, Ellen bateu o pé e colocou o episódio no ar. Foi criticada por muito tempo por "forçar sua sexualidade na garganta dos outros" (#urgh) e a audiência de seu programa caiu até ele ser cancelado. Laura Dern, que interpretava a personagem pela qual Ellen se apaixonou, contou que ficou um ano sem conseguir trabalho, porque todos achavam que ela também era gay.

Dern e Oprah Winfrey, que participou do episódio como a terapeuta que faz Ellen perceber que era gay, estiveram no programa da apresentadora nesta sexta. As três comentaram sobre a onda de críticas que receberam após o evento, mas como aquela atitude acabou sendo benéfica para a sociedade como um todo a longo prazo.

"Foi a coisa mais difícil que eu já fiz na vida e eu não mudaria um momento, porque me trouxe a este momento aqui na frente de vocês. É uma alegria o fato de que todos vocês aqui e em casa me assistem e me aceitam em suas casas todos os dias, quando ninguém imaginava que isso seria possível novamente".

Você venceu, Ellen. E nós te amamos.

10 famosas acima de 40 anos que não tiveram filhos (e não se arrependem)

BingeWatchMe
há 6 meses6.2k visualizações
10 famosas acima de 40 anos que não tiveram filhos (e não se arrependem)
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O mundo deu uma melhoradinha neste quesito, mas ainda há uma pressão enorme em cima das mulheres que se aproximam dos 40 anos: "E AÍ, VAI TER FILHO OU NÃO? É AGORA OU NUNCA! VAI SE ARREPENDER SE NÃO TIVER, HEIN?"

Estas 10 famosas não se tornaram mães e nunca se arrependeram disso. Se um dia mudarem de ideia, há uma série de opções (e há quem consiga engravidar depois dos 40, obviamente). Mas a escolha de não ter filhos é extremamente natural para elas, como deveria ser para qualquer mulher que não queira parir uma pessoa. Vamos à lista:

Cameron Diaz

Questionada infinitas vezes por que nunca engravidou, Diaz (44 anos) deu esta resposta à Marie Claire em 2014: "Não vou fazer algo só porque é esperado. Se uma família acontecer, acontecerá. Se eu tiver filhos, terei. Mas não sou uma pessoa que vai fazer algo só porque esperam isso de mim."

Helen Mirren

Com licença, RAINHA PASSANDO. Veja só o que Mirren disse para a Vogue britânica em 2013: "Não era meu destino. Achava que seria, esperei que fosse acontecer, mas não aconteceu e não me importava com o que os outros pensavam. Só homens velhos e chatos me perguntavam sobre isso. E toda vez que eles mandavam eu me apressar eu mandava eles se f**erem."

Jennifer Aniston

Provavelmente nenhuma outra mulher na história da humanidade foi tão cobrada para ter filhos quanto Jennifer Aniston. Daria para montar uma biblioteca só com as capas de revistas sobre o assunto. Aqui vai o que ela disse no Today Show em 2014: "Não tenho uma lista de coisas que precisam ser feitas e, se eu não fizesse uma delas, teria falhado em uma parte do meu feminismo ou isso afetaria meu valor como mulher. Eu criei e fui mãe de muitas coisas. Não é justo colocar esta pressão nas pessoas."

Oprah Winfrey

Sinônimo de poder neste planeta, Oprah também nunca encontrou o tal do instinto materno: "Se eu tivesse filhos, eles iriam me odiar. Eles acabariam em um programa parecido com o meu falando mal de mim. Porque alguma coisa na minha vida iria sofrer e provavelmente seriam eles", comentou a apresentadora e empresária à Hollywood Reporter em 2013.

Kim Cattrall

A inesquecível Samantha de "Sex And The City" foi casada três vezes, mas nunca quis ter filhos. "Quando eu tinha cinco anos, minha fantasia era ter mil cachorros e mil filhos. Percebi que a maior parte da pressão vinha de fora e sabia que não estava pronta para ser mãe. Ser uma mãe biológica não é parte da minha experiência", disse a atriz de 60 anos à O Magazine em 2009.

Renée Zellwegger

A atriz norte-americana representou uma mãe recentemente em "O Bebê de Bridget Jones", mas não teve filhos na ~vida real~. "A maternidade nunca foi uma ambição. Não penso assim. Não tinha expectativas de fazer tal coisa com 19, tal coisa com 25. Vou levando as coisas como elas aparecem, um dia de cada vez", disse Zellwegger, 47 anos, ao New York Daily News, em 2008.

Ellen DeGeneres

No caso das mulheres lésbicas, a situação é diferente. Não existe muita pressão, já que a sociedade acredita que elas não podem ser mães (ADOÇÃO EXISTEEEEEE). Mesmo assim, Ellen DeGeneres e sua esposa Portia di Rossi nunca quiseram criar pessoas: "Se você não tiver ótimas habilidades e um desejo de fazer isso, o tamanho do trabalho e da responsabilidade... é algo que você não quer fazer cagada", comentou a apresentadora à People em 2013.

Margaret Cho

Comediante que bota o dedo na ferida nas questões de sexualidade, feminismo e preconceito contra asiáticos, Cho tem 48 anos e zero filhos. "Não sei se suportaria este tipo de compromisso ou de ficar tão vulnerável diante de outra pessoa", afirmou a atriz em seu blog em 2008.

Marisa Tomei

"Não sou tão fã do casamento como instituição e não sei por que mulheres precisam de filhos para serem vistas como seres humanos completos", declarou a atriz à Manhattan Magazine em 2009. A gente também não entende, Marisa.

Ashley Judd

A atriz de 48 anos acredita que colocar mais crianças no mundo não é algo necessário, já que existem muitas crianças vivas precisando de ajuda. "É egoísta usar nossos recursos criando nossos próprios filhos, quando eles poderiam ser usados para ajudar as que já estão aqui. Temos que transformar o mundo em um local onde nenhuma criança tenha que nascer na pobreza e ser vítima de abuso”, ela escreveu em sua biografia, de 2011. Não sei se concordamos que ter filhos é um ato egoísta, mas é fato que a gente faz muito pouco por crianças órfãs ou em situações ruins.

Se você quiser ser mãe, boa sorte e felicidades! Mas não se ache superior a ninguém por conta disso.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil