Blockbusters
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Blockbusters
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Blockbusters
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

A atriz que mais chamou público na história do cinema foi…

BingeWatchMe
há um ano30 visualizações

Calma, eu vou explicar.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
A atriz que mais chamou público na história do cinema foi…

Scarlett Johansson é uma das atrizes mais populares do mundo há quase uma década, mas agora pode colocar em seu currículo uma informação bem interessante. A americana é a atriz que mais trouxe bilheteria na história do cinema. E a décima colocada da lista geral, contando os homens.

Mais objetivamente, estamos falando que, juntando as bilheterias dos filmes de cada atriz, nenhuma participou de longas mais bem $ucedidos do que Scar-Jo. Juntando todos os seus trabalhos, são US$ 3,3 milhões de faturamento em ingressos.

Sim, eu sei o que você está pensando. Os filmes da Marvel têm tudo a ver com isso. É verdade. Juntando os cinco longas em que Scarlett interpretou a Viúva Negra, o faturamento é de US$ 2 bilhões, ou seja, quase dois terços do total dela. Claro que toda esse público todo não foi ao cinema por causa de Johansson, mas sua participação em diversos filmes mostra que ela foi bem aceita pelos fãs da Marvel.

Outro fator que também devemos levar em conta é que o faturamento em média hoje em dia é maior em relação ao passado, muito por conta do preço dos ingressos. Se a gente transportasse a Julia Roberts dos anos 90 para as circunstâncias atuais, ela provavelmente seria a líder feminina desta lista.

No entanto, esta teoria não vale para os homens. Os mais velhos seguem firmes na ponta: Harrison Ford aparece na liderança, com US$ 4,8 milhões de bilheteria em seus filmes (Star Wars VII é o maior). Samuel L. Jackson, Morgan Freeman, Tom Hanks, Robert Downey Jr. (outro favorecido pela Marvel), Eddie Murphy, Tom Cruise, Johnny Depp e Michael Caine (valeu, Christopher Nolan) são os nomes que superam Johansson.

No top 20, a única mulher presente, além de Scarlett, é Cameron Diaz. A inglesa Helena Bonham Carter (graças a Tim Burton e Harry Potter) e a australiana Cate Blanchett ocupam o top 30 junto a Julia Roberts.

Veja a lista completa:

#scarlettjohansson #marvel #avengers #scarjo #movies #boxoffice #cinema

‘Dory’ bate recorde e mostra que a Disney terá seu maior faturamento em 2016

BingeWatchMe
há um ano19 visualizações

Who run the world? Disney.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
‘Dory’ bate recorde e mostra que a Disney terá seu maior faturamento em 2016

Os anos passam, diretores e atores morrem, outros surgem, mas a Disney continua mandando neste negócio chamado indústria cinematográfica. O sucesso imediato de “Procurando Dory”, o novo lançamento dos estúdios Pixar, consolidou a previsão de que os Estúdios Disney devem bater recorde de faturamento neste ano.

A sequência de “Procurando Nemo”, que tem a esquecida Dory (Ellen DeGeneres) como protagonista, já alcançou uma incrível marca: US$ 136,2 milhões de bilheteria nos EUA e no Canadá no fim de semana de estreia, maior marca da história para um filme de animação. Os 95% de aprovação dos críticos no Rotten Tomatoes certamente ajudarão o longa a tentar ser o mais bem-sucedido que a Pixar já lançou.

Estúdio mais aclamado pela crítica da Disney, a Pixar (fundada por Steve Jobs) sempre traz um bom retorno de bilheteria e premiações, como mostra o predecessor de “Dory”, “Divertida Mente” (2015). Mas as outras divisões da empresa também contribuirão com o montante que a Disney arrecadará em 2016.

A Marvel trouxe “Capitão América: Guerra Civil”, que já fez mais de US$ 400 milhões em EUA/Canadá e US$ 743,6 milhões no mundo todo. “Zootopia”, do Walt Disney Animation Studios, foi quase tão bem quanto o filme de super-heróis, com US$ 339 milhões na América do Norte e US$ 672,5 milhões mundialmente.

Ainda há três filmes da Disney com lançamento neste ano que prometem encher milhares de salas de cinema: “Doutor Estranho”, com Benedict Cumberbatch, no início de novembro, “Moana”, um filme em live-action (não-animação) sobre uma garota aventureira da Polinésia, e “Rogue One: A Star Wars Story”, o spin-off da Lucasfilm.

Para muita gente, o nome Disney ainda traz uma sensação de algo ultrapassado, dos desenhos 2D antiquados e muito água-com-açúcar. Mas é impossível negar que eles souberam se reinventar. Ao financiar a Pixar, a empresa ajudou a dar vida a clássicos do cinema, como a trilogia “Toy Story”.

Já o investimento na Marvel e na Lucasfilm fez personagens antigos, como Capitão América e os da saga Star Wars, voltarem a ser extremamente populares, inclusive entre millennials. E fizeram tudo isso sem abandonar totalmente suas raízes: “Frozen”, uma animação musical 2D, foi um estouro mundial, graças a uma abordagem mais complexa e irreverente dos personagens.

Claro que gostaríamos de ver mais renovação na indústria cinematográfica. Porém, enquanto houver filmes como “Procurando Dory”, a Disney pode ficar por aqui.

#disney #films #cinema #boxoffice #findingdory #pixar #marvel #starwars

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil