É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

6 especiais de stand-up que você já deveria ter visto na Netflix

BingeWatchMe
há 6 meses683 visualizações
6 especiais de stand-up que você já deveria ter visto na Netflix
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Sabe aqueles momentos em que você não está a fim de ver uma série e não encontra um filme na Netflix que fique entre o muito bobinho e o extremamente perturbador? Este é o momento de procurar um bom stand-up e rir de algumas verdades do nosso mundinho. Aqui vão algumas sugestões, dependendo do seu perfil:

Amy Schumer: The Leather Special

O especial está com votação baixa na Netflix porque as pessoas são incapazes de lidar com uma mulher falando sem amarras sobre sexo. Se você não é um desses remanescentes da Idade Média, divirta-se com os causos amorosos e sexuais de Amy e saiba o que toda mulher pensa na cama, mas tem vergonha de falar.

Louis C.K. 2017

O melhor stand-up do comediante norte-americano infelizmente não está no catálogo da Netflix (vá ao YouTube e busque por "Louis CK Oh My God"), mas o seu último lançamento é novamente uma demonstração de que homens brancos podem fazer piadas sobre assuntos externos a eles, como aborto, ISIS, religiões e homossexualidade, e serem ~politicamente incorretos~ sem falarem merda. Basta ser inteligente.

Aziz Ansari: Buried Alive

Se o seu estilo é mais jovem e, digamos, inofensivo, Ansari deve ser a sua escolha. O criador do seriado "Master of None" discorre sobre vida online, relacionamentos, virar adulto e todos os dilemas millennials com seu jeito simpático e positivo. 

Kevin Hart: What Now?

Caso seu estilo seja algo mais Chris Rock, procure pelo novo especial de Hart, filmado na Filadélfia. Tem cenas de ação no começo e no final, tem participação de Halle Berry e tem muita história sobre como é nascer e crescer na periferia. 

Dave Chapelle

Se você é fã de comediantes como Rafinha Bastos, a pedida são os dois especiais de Chapelle. A maioria dos assuntos abordados envolve ele mesmo e as críticas que ele recebeu por comentários passados sobre a comunidade LGBT e sobre mulheres. Também há uma passagem sobre Bill Cosby que foi interpretada como uma defesa por muita gente. 

Ali Wong: Baby Cobra

Wong não era extremamente famosa antes de seu especial estourar, ao contrário dos outros presentes nesta lista. Roteirista do seriado "Fresh Off The Boat", ela apresenta o show aos sete meses de gravidez e discute com bom humor sua decisão de ser mãe, como a sua vida sexual mudou, o preconceito que existe contra asiáticos e sua relação com o feminismo.

6 especiais de stand-up que você já deveria ter visto na Netflix

Pronto! Não tem mais desculpa para sair da Netflix frustrado(a). Se tiver mais algum que você recomenda, deixe a sugestão nos comentários!

#standup #comedy

5 documentários da Netflix mais assustadores do que qualquer filme de terror

BingeWatchMe
há 7 meses491 visualizações

Não veja antes de dormir. Mas veja.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
5 documentários da Netflix mais assustadores do que qualquer filme de terror

A ficção pode se esforçar muito, mas jamais será capaz de superar a falta de sentido da realidade (como diria Mark Twain). Histórias chocantes, inconclusivas e perturbadoras acontecem com uma frequência muito maior do que imaginamos no nosso mundinho. E, como a TV não é muito chegada a documentários (não me venha com aquelas coisas mal produzidas do Discovery e do History Channel, plmdds), ainda bem que temos a Netflix.

A diferença de um filme de terror para documentários como estes é que há uma enorme vontade de descobrir a verdade para fazer Justiça. E a sensação de não saber o que realmente aconteceu é o que tira nosso sono. Estes são cinco documentários da Netflix que vão te deixar de boca aberta:

Amanda Knox

Você provavelmente já ouviu falar neste nome no noticiário, mas não sabe da missa a metade. A americana Amanda vivia na Itália por um tempo com uma colega britânica, que foi encontrada morta de forma extremamente brutal no apartamento que elas dividiam. O comportamento, digamos, não muito angelical de Amanda levantou suspeitas desde o início e a imprensa mundial divulgou que ela era uma psicopata pervertida que forçou o namorado a matar sua colega. Mas a verdade sempre é muito mais complexa do que qualquer manchete sensacionalista.

Making a Murderer

No final de 2015, esta série documental chocou o mundo ao contar a história de Steven Avery, um homem que cumpriu 18 anos de pena por um estupro que não cometeu e que, durante o documentário, passa por julgamento por um assassinato extremamente suspeito. Falsificação de provas, conflitos de interesses, abuso policial de um adolescente e muitos outros elementos surreais dão a "Making a Murderer" uma trama mais sofisticada do que qualquer "Law & Order".

Tickled

5 documentários da Netflix mais assustadores do que qualquer filme de terror

A premissa deste documentário é surreal: um jornalista que descobriu um torneio mundial de CÓCEGAS (SIM, DE CÓCEGAS) na internet faz uma matéria engraçadinha sobre isso e recebe uma resposta homofóbica e agressiva dos donos da competição. Com a curiosidade mais atiçada do que nunca, o repórter começa a filmar a própria investigação e percebe que, por trás das inocentes cócegas, existem pessoas poderosas com interesses peculiares e métodos criminosos.

Hostage to the Devil

5 documentários da Netflix mais assustadores do que qualquer filme de terror

O padre irlandês que insipirou o filme "O Exorcista" foi morto e um agente da CIA acredita que uma garotinha "possuída" possa ser a responsável por sua morte. Enquanto o Vaticano não reconhecia o exorcismo como uma técnica válida, Malachi Martin realizava o procedimento em diversas pessoas e virou uma lenda. Robert Marrow, que trabalhava para a Agência Central de Inteligência Norte-Americana, conta com detalhes a cena que testemunhou entre Martin e a pequena garota "possuída", e por que acredita que ele morreu por causa dela. 

Going Clear: Scientology and the Prison of Belief

A gente encara a Cientologia como uma piada promovida pelo Tom Cruise, mas o caso é bem mais sério. O documentário revela que, a partir do momento que as pessoas fazem parte do culto, elas estão virtualmente presas. Se ameaçarem sair ou fizerem algo que os líderes não gostarem, são vigiados (segundo o filme, isso aconteceu com Nicole Kidman), agredidos e até mesmo sequestrados. John Travolta, por exemplo, teria medo de sair porque seus segredos pessoais sejam expostos. #tenso

Pegue seu cobertor, abrace seu parceirx ou melhor amigx e encare estes verdadeiros filmes de suspense e terror.

#documentaries #docs #tv #netflix #real #scientology #makingamurderer #amandaknox #exorcism #tickled 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil