É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
ic-spinner
Hikayeni paylaş
Sevdiğin hikayeleri ve yazarları bul ve takip et. İlham al, sen de kendi hikayelerini yaz. Hikayelerine arkadaşlarını davet et. Paylaş ve tüm dünyaya sesini duyur.

Jimmy Fallon está sendo detonado por pegar leve com Donald Trump

Jimmy Fallon está sendo detonado por pegar leve com Donald Trump
Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸

A grande maioria dos talk-shows norte-americanos tem como característica misturar humor e uma boa dose de crítica política, mas Jimmy Fallon foge um pouco desde padrão. Ao contrário de seus colegas, ele não tem bagagem como jornalista, e isso resulta no que aconteceu em seu programa nesta quinta-feira.

Fallon está sendo detonado nos EUA por ter pegado muito leve com Donald Trump em seu programa (e o candidato obviamente sabia que este seria o caso, senão não teria saído da Trump Tower). 

O momento mais constrangedor foi quando Fallon decidiu bagunçar o cabelo de Trump (piada inédita).

Também teve Fallon fazendo uma entrevista de emprego fake com o magnata:

A tentativa de Fallon de falar de algo mais político foi "como é seu 'bromance' com Vladimir Putin. E Trump escorregou bem, só dizendo que era bom manter um relacionamento saudável com a Rússia e que não o conhecia:

Certamente, Trump não receberia o mesmo tratamento de um Stephen Colbert, John Oliver, David Letterman ou Jon Stewart, e a galera não perdoou.

Fallon: Você se importa se eu encostar no seu bigode?

Adolf Hitler: *dá uma risadinha* Não.

Escuta aqui, Jimmy Fallon: Trump é uma ameaça real. Tratá-lo como um candidato normal, legitimizá-lo, é repreensível.

Eu não fazia ideia de que tanta gente respeitava o Jimmy Fallon.

O caso vergonhoso de Jimmy Fallon

Deve ter sido bem legal para a banda toda negra do Jimmy Fallon ver o chefe deles virar amiguinho de um branco supremacista.

2016 foi um ano ruim para a mídia, exemplo 4.701

Então o Jimmy Fallon fez o Trump ir ao seu programa de novo para mostrar o seu lado "bem-humorado". Outras pessoas já mostraram seu lado bem-humorado

Não culpo Jimmy Fallon por não ser um jornalista. Eu o culpo por sua boa vontade de servir como bobo da corte.

O portal GQ notou que a banda de Fallon, "The Roots", escolheu uma música interessante para tocar na entrada do candidato:

Parte da letra (traduzida):

"Você então constrói um muro/Um muro de 20 pés de altura, para eu não poder enxergar/Mas se eu parar de me ajoelhar/Posso lembrar que tenho 20 pés de altura".

A banda vence a noite.

#donaldtrump #trump #jimmyfallon #talkshows

#RIPChristinaGrimmie: Um tributo à jovem cantora do The Voice morta por um homem

(Gostaria de ter usado links originais do "The Voice", mas eles apagaram.)

Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸
#RIPChristinaGrimmie: Um tributo à jovem cantora do The Voice morta por um homem

Quase um mês após Ana Hickmann ter um revólver apontado para sua cabeça por um ~fã~ (que na verdade é só mais um homem que não sabe lidar com o fato de que não é amado de volta) e escapar da morte, outro rapaz conseguiu tirar a vida de uma jovem extremamente talentosa: Christina Grimmie, finalista da sexta temporada de "The Voice".

Grimmie dava autógrafos na saída de um show em Orlando, quando foi assassinada pelo atirador, que depois se matou (pena que eu não acredito em inferno). Ela tinha 22 anos de idade.

Apesar de ter terminado na terceira colocação em sua temporada de "The Voice", Grimmie foi a cantora mais popular daquela edição. Com um grande alcance vocal, mas também dona de um estilo mais jovem do que a média do programa, ela foi contratada pelo selo de seu treinador no programa, Adam Levine, e também fazia participações nas temporadas seguintes do reality falando sobre o figurino dos participantes.

Grimmie já deixou uma marcante primeira impressão no programa, cantando "Wrecking Ball" (Miley Cyrus) e virando as quatro cadeiras dos técnicos:

Nas batalhas, já no Time Adam, Grimmie participou de um dos duetos mais legais do programa, cantando "Counting Stars" (OneRepublic) com Sam Behymer. Christina mostrou que, apesar de poder gritar bastante, ela também se importava com sentir a música:

Já na fase ao vivo, ela mostrou como seria se Katy Perry soubesse cantar muito bem, neste cover de "Dark Horse":

Ela também mandava bem nas músicas mais lentas, como "I Won't Give Up" (Jason Mraz):

E o clássico "I Can't Help Falling In Love" (Elvis Presley):

A pupila de Adam Levine gostava de mudar o arranjo de músicas mais hip hop, como "Hold On We're Going Home" (Drake):

E "With Love" (Lil Wayne):

Há um ano, ela voltou ao programa para cantar seu single "With Love":

Mais uma voz feminina brutalmente silenciada. Descanse em paz.

#RIPChristina #ChristinaGrimmie #TheVoice #AdamLevine #TV

Hikayeyi okudun
Story cover
tarafından yazıldı
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil