É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
É tudo verdade!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB

BingeWatchMe
há 9 meses199 visualizações
Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Sim, pouca gente ainda tem saco para assistir ao BBB, mas confesse que você já DEU UMA ESPIADINHA durante o auge do reality show global. Nada teria graça sem os grandes vilões que juntavam um grupo para combinar votos e botar membros da panelinha mais carismática no paredão. Um dia, você teve raiva deles, hoje, você tem nostalgia. Relembremos os melhores antagonistas do Big Brother:

5. Tessália (BBB10)

Celebridade do Twitter antes de entrar na casa, Tessália é provavelmente é a vilã mulher mais icônica do BBB. Com seu jeito de ~millennial~, a garota era egoísta a ponto de gastar suas estalecas (moeda do programa) com um jantar japonês só para ela ao invés de comprar mantimentos essenciais. Ela também falava mal de todo mundo pelas costas e ficou com um cara que tinha assumidamente uma namorada (claro que a responsabilidade maior é dele). Suas estratégias acabaram não dando muito certo, mas foi divertido enquanto durou.

4. Jean Massumi (BBB3)

Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB

Primeira pessoa a falar abertamente que faria de tudo para eliminar o rival, no caso, Dhomini, Jean e o amigo Harry fundaram a Máfia das Cuecas e passavam o dia tramando jeitos de colocar o eventual campeão no paredão. O romance com Sabrina Sato salvou o alvo, mas o jogo de xadrez entre o massoterapeuta e Dhomini era divertidíssima de acompanhar. Curiosamente, os dois viraram grandes amigos depois do programa.

3. Dr. Marcelo (BBB8)

Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB

Vamos combinar que a oitava edição do reality teria sido um absoluto porre sem o Doc. Depois de flertar com Gyselle por um tempo, ele revelou que era gay e virou rival de Rafinha. Em seu diário publicado diariamente no site oficial do BBB, ele escrevia uma novela parodiando os participantes e conseguiu brigar com todos que estavam na casa, inclusive com Gyselle. Culto, articulado e barraqueiro, Marcelo não era de combinar voto, mas sim de botar fogo na casa.

2. Dr. Gê (BBB5)

Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB

Logo que a quinta edição começou, dois grupos se formaram na casa, encabeçados pelo médico Rogério e pelo então professor Jean Wyllys. Como a panelinha 'descolada' do Dr. Gê era muito maior, eles ficaram arrogantes e combinaram votos para tentar tirar Jean do programa. Porém, o baiano disse ao vivo que estava sendo vítima de homofobia e virou herói. Rogério não conseguiu escapar do paredão e foi eliminado com 92% dos votos, primeiro grande caso de rejeição do BBB. No entanto, ele não fez só maldades na atração: quando Marielza teve um AVC na casa, foi ele que prestou os primeiros socorros e salvou a participante.

1. Alberto Caubói (BBB7)

Top 5: os vilões mais memoráveis da história do BBB

O rival de Diego Alemão é o grande destaque desta lista, pela sua transformação durante o programa e também por ser um vilão tão eficiente, que demorou muito para ser eliminado. Nas primeiras semanas, todo mundo apostava que ele seria o campeão, por ser um caubói engraçado, perfil que costuma ter sucesso no BBB. No início, ele era bem próximo de Alemão. Mas Alberto logo criou uma rivalidade com Iris e uma amizade com Felipe Cobra, armando com ele a ida dela para o paredão.

Alemão fez uma jogada de mestre ao se virar contra Alberto e Cobra e defender Iris, com quem formou um casal platônico. Diego indicou Cobra para o paredão e ele saiu com 93% dos votos. A partir deste momento, o objetivo de Caubói era colocar Diego contra Iris na berlinda. Depois de muitas tentativas, mobilizando toda a casa, ele conseguiu e a "caipira" deixou o programa. 

Não satisfeito, ele armou para que Diego também fosse ao paredão contra as únicas duas pessoas com quem ele ainda conversava na casa, Fani e Flávia. Os adversários ainda travaram uma épica batalha em uma prova de liderança de resistência, ficando por 21 horas em uma gaiola em pé sem alimentação. Alberto venceu e escapou do paredão por uma última vez antes de deixar definitivamente o reality e ser odiado por boa parte do país.

Será que teremos algum outro vilão deste nível no próximo BBB? Quem quiser conferir, é só ligar na Globo depois da nova das nove, a partir desta segunda (23).

Se você acha que algum vilão memorável ficou injustamente de fora, comente!

#BBB #realityshows #vilões 

Jimmy Fallon está sendo detonado por pegar leve com Donald Trump

BingeWatchMe
há um ano86 visualizações
Jimmy Fallon está sendo detonado por pegar leve com Donald Trump
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A grande maioria dos talk-shows norte-americanos tem como característica misturar humor e uma boa dose de crítica política, mas Jimmy Fallon foge um pouco desde padrão. Ao contrário de seus colegas, ele não tem bagagem como jornalista, e isso resulta no que aconteceu em seu programa nesta quinta-feira.

Fallon está sendo detonado nos EUA por ter pegado muito leve com Donald Trump em seu programa (e o candidato obviamente sabia que este seria o caso, senão não teria saído da Trump Tower). 

O momento mais constrangedor foi quando Fallon decidiu bagunçar o cabelo de Trump (piada inédita).

Também teve Fallon fazendo uma entrevista de emprego fake com o magnata:

A tentativa de Fallon de falar de algo mais político foi "como é seu 'bromance' com Vladimir Putin. E Trump escorregou bem, só dizendo que era bom manter um relacionamento saudável com a Rússia e que não o conhecia:

Certamente, Trump não receberia o mesmo tratamento de um Stephen Colbert, John Oliver, David Letterman ou Jon Stewart, e a galera não perdoou.

Fallon: Você se importa se eu encostar no seu bigode?

Adolf Hitler: *dá uma risadinha* Não.

Escuta aqui, Jimmy Fallon: Trump é uma ameaça real. Tratá-lo como um candidato normal, legitimizá-lo, é repreensível.

Eu não fazia ideia de que tanta gente respeitava o Jimmy Fallon.

O caso vergonhoso de Jimmy Fallon

Deve ter sido bem legal para a banda toda negra do Jimmy Fallon ver o chefe deles virar amiguinho de um branco supremacista.

2016 foi um ano ruim para a mídia, exemplo 4.701

Então o Jimmy Fallon fez o Trump ir ao seu programa de novo para mostrar o seu lado "bem-humorado". Outras pessoas já mostraram seu lado bem-humorado

Não culpo Jimmy Fallon por não ser um jornalista. Eu o culpo por sua boa vontade de servir como bobo da corte.

O portal GQ notou que a banda de Fallon, "The Roots", escolheu uma música interessante para tocar na entrada do candidato:

Parte da letra (traduzida):

"Você então constrói um muro/Um muro de 20 pés de altura, para eu não poder enxergar/Mas se eu parar de me ajoelhar/Posso lembrar que tenho 20 pés de altura".

A banda vence a noite.

#donaldtrump #trump #jimmyfallon #talkshows

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil