TV

Netflix cancela 'Girlboss' e deixa claro que não terá dó de nenhuma série

BingeWatchMe
Author
BingeWatchMe
Netflix cancela 'Girlboss' e deixa claro que não terá dó de nenhuma série

A Netflix veio como uma avalanche no mercado de seriados, mas está aprendendo a tomar as mesmas decisões difíceis que uma emissora de televisão normal. Já foram três cancelamentos chocantes em pouco tempo: "The Get Down", "Sense8" e agora de "Girlboss", após somente uma temporada.

Empresária que inspirou a série sobre uma garota que vende roupas vintage online e fica milionária, Sophia Amoruso deu a notícia nos Stories de seu Instagram: "Por mais que eu tenha orgulho do nosso trabalho, estou feliz de poder controlar minha narrativa daqui para frente. Foi um seriado legal e tive o privilégio de trabalhar com grandes talentos, mas foi difícil ver minha vida como uma caricatura, mesmo que só por dois meses", desabafou.

"Não, eu não sou escrota. Não, ninguém chamado Shane me traiu. Será legal um dia poder contar a história do que aconteceu nos últimos anos. As pessoas leem a manchete, não a correção dela, eu aprendi", continuou Amoruso, que já escreveu um livro sobre sua trajetória meteórica.

Em uma conferência de produtores recente, o Diretor de Conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, explicou a postura do serviço de streaming: "As pessoas estão assistindo, em relação ao que você está gastando? Isso é bem tradicional. Um programa caro para uma grande audiência é ótimo. Um programa caro para uma audiência pequena é difícil, mesmo no nosso modelo, para dar certo por muito tempo."

"Girlboss" também tinha outro problema, além dos custos de produção: foi uma série mal avaliada pela crítica, com índice de 33% no site Rotten Tomatoes.

Portanto, fica a dica para quem é louco para conferir os lançamentos da Netflix: tente não se apegar. Principalmente se a série promover diversidade. Falando nisso, seguimos no aguardo da renovação de "Dear White People".