O papa é pop
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O papa é pop
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O papa é pop
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Vai começar o Eurovision! Relembre os famosos que o festival apresentou ao mundo

BingeWatchMe
há um ano6.9k visualizações
Vai começar o Eurovision! Relembre os famosos que o festival apresentou ao mundo
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Durante uma semana, a Europa inteira para diante da televisão. E não é por causa de futebol! O continente acompanha fervorosamente o Eurovision, festival de música que completa 61 anos e realiza sua edição de 2016 a partir desta terça-feira, em Estocolmo.

Cada país apresenta sua música, com direito a uma performance bem brega e maravilhosa, e os países europeus votam por telefone em suas preferidas (sem poder votar no próprio país). A política acaba entrando na conversa, com países amigos trocando votos (o caso Grécia-Chipre é o mais engraçado).

Recentemente, os cantores do Eurovision são mais locais e não estouram mundialmente, mas alguns artistas notáveis vieram ao estrelato graças ao festival.

O caso mais notável é do ABBA, que venceu o Eurovision de 1974 com a música “Waterloo” e logo em seguida virou uma das bandas mais populares do mundo, com hits que perduram até hoje nas festas, como “Dancing Queen”, “Mamma Mia” e “Gimme Gimme”. Dá uma olhada na apresentação deles na época:

Quem também brilhou depois do festival foi Celine Dion. Apesar de ser canadense, ela ajudou a Suíça a vencer em 1988 com a música "Ne partez pas sans moi", obviamente em francês. Até então, ela só cantava em sua primeira língua, mas depois percebeu que poderia fazer sucesso mundial e começou a soltar seu vozerão em inglês também.

Porém, nos últimos anos, ninguém fez mais sucesso no Eurovision do que Conchita Wurst, a drag queen que venceu o concurso pela Áustria em 2014. Com a música dramática “Rise Like a Phoenix”, Conchita provou que vestidos de gala e cavanhaques combinam, sim!

A expectativa para o Eurovision já demonstra o quanto a Europa leva a sério o festival. Os principais candidatos fazem coletivas de imprensa na semana de preparação:

E os fãs conseguem acompanhar os ensaios dos países pela internet:

Não há mistério algum em relação às músicas que os países apresentarão, já que há seletivas nacionais e preliminares entre as nações para decidir quem pode disputar as semifinais. E a ideia é que o público na arena saiba cantar as músicas de seu país para deixar a apresentação mais empolgante.

Eu falei que o negócio é sério.

Mas também é adoravelmente tosco.

#eurovision #celinedion #ABBA #conchita

Suspeito? Britney está saudável há anos, mas ainda não pode cuidar de sua grana

BingeWatchMe
há um ano9.7k visualizações
Suspeito? Britney está saudável há anos, mas ainda não pode cuidar de sua grana
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Está tudo bem na britneylândia nos últimos anos. Nenhum problema de saúde (que pelo menos tenha vindo a público), uma turnê bem-sucedida em Las Vegas e sem lutas por custódia dos filhos. A cantora até anunciou que vai se apresentar no Billboard Music Awards.

Porém, o New York Times revelou algo um pouco suspeito esta semana: Britney ainda é considerada incapaz pela Justiça para administrar seu próprio patrimônio. Seu pais, James, e o advogado Andrew M. Wallet ainda têm total controle sobre os ganhos e despesas da artista.

Claro que a medida fazia sentido em 2008, quando Britney parecia fadada a um destino trágico após duas internações em hospitais psiquiátricos. Mas, felizmente, a cantora conseguiu se recuperar e até manter sua carreira andando.

Segundo as fontes que os repórteres do New York Times escutaram, Britney preferiu deixar suas contas nas mãos deles para não se preocupar mais com isso e poder focar em sua carreira e família. Mas não é só uma questão de decidir onde investir, algo que requere conhecimento de finanças maior, mas também de até uma conta de mercado ser documentada para análise.

Realmente, deve ser mais fácil para Britney deixar essas preocupações para outras pessoas em que ela confia (e que também recebem para isso, bom lembrar), mas ao mesmo tempo é triste que uma mulher saudável de 34 anos e que cria filhos (que, convenhamos, são bem mais complexos que qualquer conta bancária) não se sinta capaz de administrar a própria vida.

Isso é fruto não só do surto que Britney teve em 2007 e 2008, mas também do fato de ela ter crescido em um mundo onde absolutamente todos os aspectos da sua vida eram controlados. Aliás, foi isso que provavelmente causou os problemas psiquiátricos dela.

Até as músicas em que Britney fala abertamente sobre sua vida encastelada, como “Lucky” e “Overprotected”, não foram compostas por ela. A cantora sempre foi tratada como um produto e não tem como aprender a ser independente agora.

#britneyspears 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
BingeWatchMe
Equipe Storia Brasil