TV

Orange Is The New Black, Quarta Temporada: Review dos Episódios 5 a 8

BingeWatchMe
Author
BingeWatchMe

Shit got REAL.

Orange Is The New Black, Quarta Temporada: Review dos Episódios 5 a 8

O texto anterior terminou com “quero brigas” e, bom, aqui elas estão! A treta entre Piper e Maria tomou proporções enormes e bem pesadas para o tom da série. Nossa protagonista se sentiu ameaçada com a entrada de Maria no ramo do contrabando de calcinhas e dedurou as latinas para o guarda louco. Piper idiota!

Ainda por cima, para ter proteção, Piper juntou as brancas mais burras da penitenciária e formou um grupo, que acabou virando uma gangue neonazista. Para ser sincera, ela até tentou se apoiar em Alex, mas sua ex ainda estava perturbada por ter matado um homem e jamais entraria neste joguinho tosco de poder.

Assim que não teve mais saco para aturar as neonazistas, Piper se deu mal e viu a turma de Maria marcar uma suástica em seu braço. OUCH. Foi o momento mais sombrio da série desde o estupro que Pennsatucky sofreu. Por enquanto, a loira ainda está tentando se recuperar do ataque antes de dar o próximo passo. Eu gostaria de ver Red mais envolvida na jogada. Vamos ver se estou certa.

E, YES, Nicky voltou! Talvez a série tenha exagerado um pouco na quantidade de cenas de pessoas falando “ah, como eu senti sua falta”, mas a presença de Natasha Lyone dá um outro brilho ao programa e traz Lorna de volta aos holofotes sem falar do marido o tempo todo.

O flashback de Maritza foi um tanto desnecessário e não trouxe muita profundidade à personagem. Alguém que merecia um é Luschek, já que o guarda é nosso velho conhecido e ainda sabemos bem pouco sobre ele. Já o de Molly, apesar de não ter grandes revelações, terminou de maneira bem satisfatória com a ligação de sua história com a da mãe de Healy.

Orange Is The New Black, Quarta Temporada: Review dos Episódios 5 a 8

Tenho sentido falta de mais Pennsatucky. Sua única trama até agora é encontrar com seu estuprador, ter uma conversa meio constrangedora e só. O mané pelo menos pediu desculpas e certamente haverá alguma resolução para isso, mas confesso que queria a personagem mais envolvida nas disputas da prisão.

O conflito entre Cindy e a garota muçulmana teve uma virada bem legal, com a aliança das duas para tirar uma foto da famosa Judy King e vendê-la para os paparazzi. Após várias tentativas fracassadas, quem saiu por cima foi a própria apresentadora, que pediu para Poussey tirar uma foto dela beijando Cindy para terminar a conversa lá fora de que ela é racista.

Orange Is The New Black, Quarta Temporada: Review dos Episódios 5 a 8

Falando em Poussey, o namoro entre ela e Soso encontrou um novo obstáculo: a ~ativista social~ ainda não consegue ser mais ~ativa~ no sexo com a ficante. Será que ela realmente está apaixonada por Poussey ou só está lidando com a carência desta forma? Sei não…

Já Caputo continua adorando sua nova vida de playboy namorando uma mulher bonita, mas chateado pelas medidas capitalistas (no mau sentido) da empresa que administra a penitenciária. Um projeto de supletivo acabou virando um método de obter mais trabalho forçado das detentas, agora na construção. Os casos de assédio e abuso por parte dos guardas também têm aumentado bastante. O que mais eles podem fazer para piorar a vida delas? Medo de onde isso pode parar.

Orange Is The New Black, Quarta Temporada: Review dos Episódios 5 a 8

Acho que é isso! Realmente espero que Piper e Alex não voltem a ser um casal e que as latinas comecem a se rebelar contra o estilo ditatorial de Maria (já vimos Maritza e Aleida frustradas com ela). Parece uma trama similar à da segunda temporada, mas com as latinas no lugar das negras. Surpreendam-me, roteiristas!

#OITNB #TVreview #TV #review #netflix #orangeisthenewblack #piper