LGBT

A cada 48h uma pessoa transexual é morta no país

Author

A maior tristeza é ver tamanha ignorância das pessoas em não aceitarem a condição sexual do próximo!

A cada 48h uma pessoa transexual é morta no país

De acordo com o Mapa dos Assassinatos de Travestis e Transexuais no Brasil em 2017, produzido pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais, a cada 48 horas, uma pessoa travesti ou transexual é assassinada no Brasil. Com a justiça lenta, os números são preocupantes.

Até dia 24 de dezembro, foram confirmadas 174 pessoas deste perfil, como assassinadas. Sendo 169 travestis e mulheres transexuais, além de 10 casos registrados contra homens trans. A Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) confirma que 60% das vítimas tinham entre 16 e 20 anos de idade, sendo que 85% dos casos, foram assassinatos a base de crueldade.

O mapa ainda informa que 85% das vítimas não conheciam o assassino, 12% foi o número apontado de assassinos reconhecidos e apenas 10% dos agressores estão presos.

Em Mato Grosso do Sul, foram registradas duas mortes, enquanto em Mato Grosso, ocorreram seis mortes.