Esportices
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportices
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportices
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

Chuchu Beleza
há um ano1 visualizações

Foram cinco jogos sem vitórias e o assunto crise bateu na porta do Barcelona. Entrou em ação, então, um dos melhores camisas 9 do planeta na atualidade: Luiz Suárez. O uruguaio fez impressionantes oito gols em dois jogos e assumiu a briga pela Chuteira de Ouro de artilheiro das ligas europeias.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

A um gol de superar seu recorde da época do Ajax (fez 35 gols no Holandês de 2009/10), o goleador de Barcelona e da seleção celeste não quer deixar a concorrência desbancá-lo.

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

São 34 gols dele na atual edição do Espanhol, restando três rodadas para o fim. A disputa é acirrada e nomes de peso tentam tirar o uruguaio do trono.

Veja sete craques que tentam a dura missão de superar Suárez como artilheiro de uma liga em 2015/2016.

1 - Cristiano Ronaldo

O português do Real Madrid era o favorito ao topo dos artilheiros, mas acabou superado ao ser poupado neste fim de semana por causa das dores musculares. O gajo já anotou 31 vezes no Espanhol. Qualquer descuido...

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

2 - Jonas

O brasileiro vive temporada dos sonhos no Benfica. Graças a seus 31 gols até o momento, a equipe está forte na briga pelo título português. Olho nele.

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

3 - Higuaín

O artilheiro do Napoli vem se destacando no vice-líder do Italiano e já deixou suas marcas 30 vezes. É um forte candidato.

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

4 - Lewandowski

O goleador do Bayern de Munique corre por fora e sabe que o trabalho é duro, mas como sua equipe costuma fazer placares astronômicos, não custa sonhar. Até agora são 27 bolas na rede do polonês.

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

5 - Messi

Nunca subestime o poder de definição de Lionel Messi. Mesmo com uma distância de 10 gols (fez 24), Suárez sabe que o argentino ainda pode superá-lo, afinal de contas por vezes já marcou três e até quatro gols num jogo. Conseguirá?

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

6 - Kane

O Tottenham resolveu ganhar só por goleada nesta reta final do Campeonaro Inglês e seu artilheiro ainda sonha em superar Suárez. Mas são 10 gols de diferença, já que soma 24

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

7 - Neymar

O brasileiro anda perdendo um 'caminhão' dwcgols nos últimos jogos. Com 23 no Espanhol, sabe que dificilmente desbancaria o amigo uruguaio. Mas vai que a fase muda...

Artilharia da Europa: Suárez alcança 34 gols, mas tem sete fortes concorrentes

Audax derruba Corinthians no Paulistão. Veja 10 eliminações do alvinegro em casa

Chuchu Beleza
há um ano1 visualizações

Mais uma vez o corintiano fez seu papel e lotou o Itaquerão. Casa cheia e um adversário pequeno. Clima totalmente favorável para classificação a mais uma final. Mas o Audax foi bravo, complicou durante os 90 minutos e levou a melhor nos pênaltis. O time de Osasco fará a decisão do Paulistão e o campeão brasileiro chora mais uma eliminação em casa.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A impressão? Parece que o Corinthians desaprendeu a fazer jogos de mata-mata, ou só mata, já que desta vez era um único confronto.

Audax derruba Corinthians no Paulistão. Veja 10 eliminações do alvinegro em casa

Apenas em sua nova casa, local no qual ainda busca a primeira volta olímpica (festejou o Brasileiro com 6 a 1 no São Paulo, mas a conquista foi em São Januário), já são quatro eliminações, duas no Estadual, uma pela Copa do Brasil e outra na Libertadores.

Veja dez eliminações frustrantes da equipe em mata-matas diante de sua apaixonada torcida.

1 - Audax, no Paulistão de 2016

Após 2 a 2 no tempo normal, equipe falha nos pênaltis e dá adeus ao campeonato com derrota por 4 a 1.

2 - Santos, na Copa do Brasil de 2015

Equipe levou 2 a 0 na Vila Belmiro e, privilegiando o Brasileirão, repetiu a derrota em casa, desta vez por 2 a 1 para os visitantes.


3 - Guaraní-PAR, na Libertadores 2015

Grande favorito do confronto, o Alvinegro tropeçou no salto alto e levou 2 a 0 na ida. A promessa era de história diferente em Itaquera, mas voltou a ser batido, agora por 1 a 0.

4 - Palmeiras, no Paulistão de 2015

Uma derrota bastante semelhante à deste ano. Após 2 a 2 no tempo normal contra o Alviverde, Petros falhou no pênalti decisivo e a festa foi do arquirrival.

5 - Boca Juniors, Libertadores 2013

O time saiu aplaudido de pé no Pacaembu após 1 a 1 com os argentinos. O motivo do reconhecimento da torcida veio pela grande apresentação da equipe e após dois gols legítimos mal anulados pelo árbitro Carlos Amarilla.

6 - Ponte Preta, no Paulista de 2012

Numa tarde de falhas só goleiro Júlio César, no Pacaembu, a Ponte Preta aprontou com boa vitória por 3 a 2 no Paulistão. Dali em diante surgiria o goleiro Cássio.

7 - Flamengo, na Libertadores de 2010

Com Ronaldo e cia. no Pacaembu, o time buscou o 2 a 0 que precisava, antes do intervalo. Mas a enorme pressão sobre os cariocas fez o time cansar e um grupo l de Vagner Love no segundo tempo garantiu a vaga ao Rubro-negro.

8 - Náutico, na Copa do Brasil 2007

Paulo César Carpegiani tinha problemas para escalar o time no Pacaembu e escolheu o jovem Lulinha. O jogador amarelou, disse que sentiu uma lesão e a equipe voltou a ser superada pelos pernambucanos, em pleno Pacaembu, pelos mesmos 2 a 0 da ida.

9 - River Plate, na Libertadores 2006

Na era MSI e seu time galático, time levou duas viradas, primeiro por 3 a 2 no Monumental de Núñez, e depois por 3 a 1 no lotado Pacaembu. Noite trágica de Betão e Coelho.

10 - River Plate, na Libertadores 2003

Depois de derrota em Buenos Aires por 2 a 1, a obrigação da vitória no Morumbi. Com casa cheia, o time fez 1 a 0, mas Roger perdeu a cabeça, foi expulso no primeiro tempo, e veio a virada por 2 a 1.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
Chuchu.Beleza
Equipe Storia Brasil